Corinthians vai atrás de Bianchi

Um representante do Corinthians viajou para a Argentina, nesta segunda-feira, com o objetivo de conversar com Carlos Bianchi. O ex-técnico do Boca Juniors é o novo sonho da MSI. A indicação do treinador teria partido de Carlos Tevez, com quem o atacante viveu a melhor fase no clube argentino.Apesar de todo o dinheiro da MSI e dos planos de transformar o Corinthians no ?number one? do mundo, como costuma dizer o irianiano Kia Joorabchian, não será fácil convencer Bianchi a vir para o Brasil. O treinador vive um momento familiar conturbado. Sua mulher estaria doente e ele não parece disposto a retomar suas funções profissionais antes de abril de 2005.De acordo com alguns jornalistas argentinos, há duas semanas Carlos Bianchi recusou uma proposta para assumir o Velez Sarsfield, da Argentina, justamente porque se propõe a cuidar da mulher.A viagem de um representante corintiano a Buenos Aires confirma a tese de que Vanderlei Luxemburgo não está contratado. O técnico do Santos jantou com Kia Joorabchian e Renato Duprat algumas vezes num restaurante chique dos Jardins, em São Paulo, mas nenhum compromisso foi assumido, por exigência do próprio Vanderlei. O treinador ficou encantado com a proposta de trabalho - além das bases do contrato - mas deixou claro que só poderia discutir a sua volta ao Parque São Jorge depois do Campeonato Brasileiro.Consta que Kia e Duprat não engoliram a decisão de Luxemburgo. Tanto é que a mesma proposta feita para o técnico do Santos será oferecida ao argentino Carlos Bianchi: U$ 1 milhão de luvas e U$ 150 mil de salário por um contrato de três anos, mais bônus para cada conquista de título e um prêmio especial se ganhar a Copa Libertadores da América. Como é quase certa a decisão de Bianchi não aceitar volta ao trabalho antes de abril de 2005, a MSI deverá retomar as negociações com o técnico do Santos assim que o Campeonato Brasileiro terminar.Depois de Carlos Tevez e provavelmente de Marcelo Matos, a MSI deve contratar mais dois meias, dois atacantes, dois zagueiros e dois laterais. Mesmo praticamente fora do Corinthians, quem está indicando os reforços é o técnico Tite. Marcelo Matos foi indicação dele. Já o argentino Tevez foi um desafio pessoal do presidente da MSI.?Desde o início, o Kia cismou que tinha de trazer o Tevez de qualquer jeito?, diz o conselheiro Andrés Sanches, um dos dirigentes que mais lutaram a favor da parceria.TIME - Enquanto a diretoria planeja o futuro do time, o grupo que venceu o Vasco da Gama no sábado, por 3 a 1, no Pacaembu, volta aos treinos nesta terça-feira. Com a vaga na Copa Sulamericana garantida, alguns jogadores poderão ser dispensados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.