Corinthians vai ter 'atenção especial' a Valdívia

Técnico admite preocupação com o atacante por seu tipo de jogo, não pelo lado de seu jeito de ser

Redação,

27 de fevereiro de 2008 | 15h15

A preocupação do Corinthians é com seus jogadores, e não com o adversário. É esta filosofia que o técnico Mano Menezes deixa claro ao ser questionado sobre o fato de que sua equipe enfrentará o Palmeiras, no clássico de domingo, e por ter pela frente o meia-atacante Valdívia. Ele admite que terá uma preocupação com o jogador.Na entrevista coletiva desta quarta-feira, a principal questão ao técnico era como impedir que o jogador, considerado por torcedores como 'firuleiro', criasse problemas para sua equipe. "Não é problema nosso [se Valdívia vai provocar os árbitros], é problema do Palmeiras. Cabe a nós marcá-lo bem, merece atenção especial, e cabe à arbitragem penalizar aqui que não for correto. Espero que todos façam sua parte bem, menos eles e o Valdívia", disse, em entrevista à rádio Jovem Pan.Mano Menezes reforçou ainda que não ficará incomodado se perder o jogo para o arqui-rival, e nem teme o futuro. "Não [vai influenciar no trabalho]. Mas pode apresentar um caminho diferente para ambos os lados. Se fizermos um resultado positivo, abrimos uma vantagem para um concorrente direto. Se não faz a vitória, faz parte, é um clássico parelho e tem de ter tranqüilidade para, na semana seguinte, vencer o próximo jogo", discursa.TIME NO CAMINHONo treino desta manhã no Parque São Jorge, o técnico ainda não indicou se fará mudanças. Mas disse estar confiante de que o goleiro Felipe vai jogar. Ele está com o grupo que passa a se concentrar, a partir desta quarta, em Atibaia. Outro jogador que também deve participar é Diogo Rincón, o último reforço, mas ficando no banco de reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansValdíviaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.