Corinthians vence a quarta seguida

O Corinthians conseguiu neste sábado à tarde sua quarta vitória consecutiva ao superar o Mogi Mirim por 3 a 0, na casa do adversário. Com o resultado, a equipe passou a somar 14 pontos no Campeonato Paulista e, depois de um início difícil, quando ocupou as últimas colocações, já entrou na faixa intermediária da tabela, alcançando o Santos. A partida contou com a presença do meia Rivaldo, da seleção brasileira e do Barcelona, que, das tribunas, assistiu ao jogo entre suas ex-equipes, antes de se apresentar à seleção, que irá jogar na quarta-feira contra o Equador, pelas Eliminatórias.Desde o início do jogo era nítida a disposição da equipe comandada por Wanderley Luxemburgo em manter a boa fase. O time manteve o ritmo das últimas atuações e, com seu ataque movimentando-se muito, confundia os zagueiros adversários, criando chances de gol desde os primeiros minutos. O meia Marcelinho também reencontrou seu melhor futebol. Colocou-se muito bem para fazer os lançamentos e mostrou uma visão de jogo que só recuperou nas últimas semanas.A única alternativa do Mogi eram os contra-ataques, mas seus atacantes eram facilmente parados por João Carlos e Fábio Luciano, que se impunham pelo maior porte físico. Quando o Corinthians atacava, ora Ricardinho ocupava as beiradas do campo, ora Marcelinho entrava pela lateral. Enquanto isso, Luizão fazia a função de pivô, abrindo espaços pelo meio. Na lateral, Índio recuava para ajudar os zagueiros, facilitando ainda mais o trabalho do volante Otacílio.Sem alternativas, o Mogi Mirim abusou de jogadas violentas, principalmente com o volante Márcio e o zagueiro Fábio Paulista. Aos 16 minutos, foi a vez do meia Everaldo, em uma disputa de bola, dar uma cabeçada em Marcos Sena, tirando o corintiano da partida. Em seu lugar entrou o lateral-esquerdo Kléber. André Luiz foi para o meio-de-campo. O Corinthians ganhou ainda mais agilidade e chegou ao gol facilmente.Aos 21, Marcelinho sofreu pênalti de Márcio. Ele mesmo cobrou com estilo, dando um toque leve e deslocando o goleiro, que assistiu à bola entrar mansamente no gol. A defesa do Mogi parecia cada vez mais perdida e dava espaços por todos os lados. Entrosado, o Corinthians logo fez 2 a 0, após belo toque de calcanhar de Luizão para Éwerthon, que entrou na corrida e chutou forte.A vantagem fez o Corinthians diminuir o ritmo. Mas o Mogi não tinha capacidade para articular uma jogada sequer de ataque. Luxemburgo orientou a equipe para tocar a bola e buscar o terceiro gol com naturalidade na etapa final. A partir dos 15 minutos, o Corinthians novamente acelerou o ritmo. E fez o terceiro aos 16, com Marcelinho, após ele aproveitar rebote de chance desperdiçada por Éwerthon. O jogo então ficou monótono. Em alguns contra-ataques, o Corinthians até poderia ter ampliado o placar, mas perdeu muitos gols no fim da partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.