Jardel da Costa/Futura Press
Jardel da Costa/Futura Press

Corinthians supera Chapecoense fora e mantém a vantagem

Equipe faz 3 a 1 em Chapecó e distância continua de quatro pontos

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

30 Agosto 2015 | 18h41

Se contra o Santos, quarta-feira, pela Copa do Brasil o Corinthians foi apático e acabou eliminado, neste domingo, diante da Chapecoense, a equipe retomou o bom futebol e manteve a vantagem de quatro pontos na liderança do Campeonato Brasileiro. Graças a um início arrasador do ataque no primeiro tempo e à solidez defensiva na etapa final, o Corinthians venceu por 3 a 1 na Arena Condá, em Chapecó, e chegou aos 46 pontos.

O segundo colocado é o Atlético-MG, com 42. O Grêmio é o terceiro, com 38 e está mais distante da briga pelo título, que deve ficar polarizado até o fim do campeonato entre Corinthians e Atlético-MG.

O grande trunfo da boa campanha da Chapecoense é o bom desempenho em casa. Até este domingo, a equipe havia sofrido apenas uma derrota como mandante, para o São Paulo. A principal virtude do Corinthians no primeiro tempo foi saber aproveitar as falhas da Chapecoense. Com boa presença no campo de ataque, a equipe se impôs e não demorou para abrir o placar.

Logo aos nove minutos, Elicarlos saiu jogando errado e entregou a bola para Renato Augusto. O meia avançou em velocidade e tocou para Elias, de primeira, completar para o gol.

O Corinthians manteve o ritmo e ampliou a vantagem na sequência. Após boa troca de passes, Uendel recebeu pela esquerda e cruzou com precisão para Vagner Love, de cabeça, mandar para o fundo da rede.

Somente depois dos 20 minutos é que a Chapecoense melhorou e conseguiu igualar a partida. Mesmo assim, a equipe não jogava o suficiente para ameaçar o Corinthians.

O jogo perdeu intensidade por causa do forte calor e o Corinthians segurava o adversário trocando passes.

Aos 36, no entanto, a equipe perdeu o lateral-esquerdo Uendel, com uma lesão na coxa esquerda. O garoto Guilherme Arana entrou e foi justamente pelo seu setor que saiu o gol da Chapecoense. Já nos acréscimos, aos 47, Apodi cruzou rasteiro, Gil e Felipe não conseguiram fazer o corte e a bola sobrou para Bruno Rangel completar para a rede.

O gol animou a Chapecoense para o segundo turno. Os catarinenses voltaram melhor do intervalo, com a marcação mais avançada. O Corinthians tinha dificuldade na saída de bola e chegava pouco ao ataque.

A Chapecoense foi ganhando campo de jogo e passou a rondar a área de Cássio com perigo. A partida ficou complicada para o Corinthians, que esperava uma brecha para o contra-ataque.

Mas, bem postado na defesa, o Corinthians conseguiu o segurar o ímpeto da Chapecoense e esfriou o jogo. Danilo entrou no lugar de Vagner Love para cadenciar a partida e foi com um passe do meia que saiu o terceiro gol. Aos 43, Danilo percebeu o avanço de Rildo pela esquerda e lançou o atacante. Já dentro da área, Rildo foi empurrado pelas costas por Vilson. O juiz marcou pênalti e, na cobrança, Jadson definiu a vitória.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1 X 3 CORINTHIANS

CHAPECOENSE - Danilo; Apodi, Neto, Vilson e Dener Assunção; Elicarlos (Camilo), Bruno Silva, Cleber Santana e Tiago Luis (Wagner); Bruno Rangel e Ananias (Maranhão). Técnico: Vinícius Eutrópio.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel (Guilherme Arana); Ralf, Elias, Renato Augusto e Jadson; Malcom (Rildo) e Vagner Love (Danilo). Técnico: Tite

GOLS - Elias, aos 9, Vagner Love, aos 13, e Bruno Rangel, aos 47 minutos do primeiro tempo; Jadson, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Elicarlos, Malcom, Neto Felipe e Jadson.

RENDA E PÚBLICO - não disponíveis.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.