Corinthians vence Colo Colo no Chile

O Corinthians venceu o Colo Colo por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Santiago do Chile, na sua estréia na Copa Mercosul. O meia Ricardinho, envolvido em uma polêmica com Marcelinho Carioca (suspenso, não jogou), teve uma grande atuação e foi o destaque da vitória corintiana.Mesmo jogando fora de casa, o Corinthians dominou toda a partida. Já aos 15 segundos, o time comandado por Wanderley Luxemburgo quase marcou, em jogada de Paulo Nunes. A equipe paulista continuou no ataque, até que, aos 28 minutos, Ricardinho entrou na grande área com a bola dominada. Num lindo lance, ele passou por três jogadores do Colo Colo e marcou o primeiro gol corintiano.Na comemoração, Ricardinho não escondeu a emoção e chorou. Nos últimos dias, ele tem vivido momentos conturbados no Corinthians, após ter ouvido de integrantes da imprensa a confirmação de que seu colega de equipe, Marcelinho Carioca, havia divulgado em sigilo que o jogador seria "espião" de Luxemburgo e do vice-presidente de futebol do clube, Antônio Roque Citadini.O belo gol não foi a única jogada de destaque de Ricardinho na partida. Aos 11 minutos do segundo tempo, o meia avançou pela esquerda e fez um preciso lançamento para o atacante Gil, que escapou da fraca marcação do Colo Colo, matou a bola no peito e chutou para definir o placar: 2 a 0.A noite também marcou três estréias no Corinthians. O goleiro Rubinho, irmão do volante Zé Elias, saiu de campo sem tomar gols e foi eficiente nas poucas bolas que precisou defender. Leandro, que entrou no lugar de Paulo Nunes, e Luciano Ratinho, que substituiu Ricardinho já no fim da partida, também fizeram sua primeira partida pelo time do Parque São Jorge.Polêmica - Citadini manteve sua decisão de só falar sobre os desentendimentos entre Marcelinho e Ricardinho após a volta do grupo do Chile. O dirigente sequer quis adiantar os procedimentos que usará para decidir o que fazer com os dois jogadores e se haverá um encontro entre ambos e a diretoria do clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.