Corinthians vence e amplia vantagem

O Corinthians venceu o Paysandu por 2 a 0, hoje à noite, no Mangueirão, em Belém, e abriu 10 pontos de vantagem sobre o vice-líder Goiás e 11 sobre o Internacional, que nesta sexta-feira recebe o Coritiba. O 21.º triunfo no Campeonato Brasileiro, porém, teve boa ajuda da arbitragem. O auxiliar Belmiro da Silva, além de não marcar impedimento de Nilmar no gol corintiano, anotado por Tevez, anulou gol legítimo do atacante Rafael Moura, que tinha condições de jogo. Desta vez, o Corinthians trocou o espetáculo pela eficiência. E o diferencial do equilibrado duelo foi a armadilha do técnico Antônio Lopes: os contra-ataques. Os dois gols de sua equipe saíram destas jogadas. Destaque, também, para a bela apresentação do sistema defensivo. Contra um time sem esquema tático, que tinha nos cruzamentos para a área em busca dos grandalhões Robson e Rafael Moura, sua única alternativa para tentar marcar, brilhou o gigante Marinho. Fábio Costa, como nos últimos confrontos, também deu show nas poucas vezes as quais foi exigido. Antes de o duelo começar, Antônio Lopes disse para seus jogadores tomarem cuidado com os minutos iniciais, nos quais o Paysandu, quando atua em casa, procura sufocar seus adversários. E, claro, não desperdiçar os contragolpes. Dito e feito. Bola rolando e a equipe paraense partiu com tudo ao ataque. Descuidou da marcação e logo sofreu um gol. Marcelo Mattos lançou Tevez. O argentino passou pelo marcador e tocou para o impedido Nilmar. Recebeu de volta e fez 1 a 0. Na seqüência o time teve outra chance com Tevez. Alexandre Fávaro defendeu. Começou o domínio da posse de bola do Paysandu. Mas sem ameaçar Fábio Costa. Era cruzamento de todos os cantos do campo e nada de finalização. Do outro lado, Tevez recebeu, cara a cara e... para fora.?Temos de ser mais solidário na frente. Poderíamos estar ganhando fácil?, reclamou Rosinei. A bronca, certamente direcionada a Tevez (ainda perderia dois gols claros na fase final), seria compensada na fase final, quando o argentino serviu o volante para marcar o segundo gol. Antes, contudo, o Paysandu havia empatado com Rafael Moura, de cabeça, em posição legal. Menos para o auxiliar, que marcou impedimento. Domingo, o Corinthians recebe o Vasco, no Pacaembu.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2005 | 22h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.