JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Corinthians vence e convence em último jogo antes de iniciar maratona de decisões

Sem dificuldades, equipe alvinegra faz 3 a 1 no Linense

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

29 de março de 2017 | 23h41

Em seu último jogo antes de iniciar uma sequência de confrontos mata-mata, o Corinthians, enfim, venceu e convenceu, algo raro na temporada. Mesmo poupando alguns titulares, a equipe alvinegra derrotou o Linense por 3 a 1, na Arena Corinthians, e ganhou moral para as quartas de final.

O técnico Fábio Carille levou a campo uma equipe mista em decorrência de muitos desfalques e cansaço de alguns titulares. A surpresa ficou por conta da presença do jovem Caíque na meta alvinegra. O goleiro de 21 anos substituiu Cássio, que foi preservado para a sequência da temporada.

Revelado na base do clube, Caíque fez apenas dois jogos amistosos no início da temporada e foi inscrito apenas porque, no início da temporada, Matheus Vidotto e Walter se recuperavam de lesão. O garoto foi pouco exigido nesta noite, mas quando precisou trabalhar, fez bonito.

Thiago Humberto aos 19 e Pio, logo em seguida, arriscaram fortes chutes de fora da área e Caíque voou bonito para fazer a defesa. Em ritmo de treino, os corintianos jogaram sem precisar fazer muito esforço diante de uma equipe que também claramente não estava muito preocupada com o resultado da partida, já que tinha a classificação assegurada. Tanto que também se deu ao luxo de poupar alguns atletas.

Com Romero no banco de reservas, horas depois de ter defendido o Paraguai diante do Brasil, Carille decidiu apostar no meio de campo com Jadson, Pedrinho e Léo Jabá. E coube a dois deles a missão de garantir o resultado positivo ainda na primeira etapa.

Aos 11, Guilherme Arana acertou belo cruzamento na medida para Léo Jabá, saltar e, de cabeça, abrir o placar. Com espaço, principalmente pelas laterais, o time alvinegro continuou no ataque e ampliou a vantagem com mais um belo gol. Léo Jabá passou para Jadson acertar um belo chute e, aos 38, marcar o segundo gol do Corinthians.

No segundo tempo, o time alvinegro manteve a posse de bola e Carille aproveitou para colocar Romero, que na quarta-feira esteve em campo para tentar ajudar o Paraguai a superar o Brasil. O paraguaio, artilheiro da arena, aumentou o número para 17. Aos 21, Jadson passou na medida para o rápido atacante bater na saída do goleiro e ampliar a vantagem.

Aos 30, com o Corinthians mais relaxado, Giovanni aproveitou o espaço, chutou cruzado e Thiago Humberto apareceu livre na área para desviar e marcar o gol de honra do Linense. Era tarde demais e o gol sofrido não minimizou a boa vitória alvinegra, que chegou a nove vitóias na temporada, sendo apenas a segunda em que venceu por mais de um gol.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 x 1 LINENSE

CORINTHIANS: Caíque; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho, Jadson (Fellipe Bastos), Pedrinho (Romero) e Léo Jabá (Marciel); Jô. Técnico: Fábio Carille.

LINENSE: Edson Kolln; Bruno Moura, Rodrigo Lobão, Samuel e Bruno Costa; Pio, Maycon, Diego Felipe (Murilo Rangel) e Thiago Humberto; Thiago Santos (Giovanni) e Tatá (Joãozinho); Técnico: Márcio Fernandes.

Gols: Léo Jabá, aos 11, e Jadson, aos 38 do 1º Tempo; Romero, aos 21, e Thiago Humberto, aos 30 do 2º Tempo.

Juiz: José Claudio Rocha Filho.

Renda: R$ 471.297,90 (12.159 pagantes).

Local: Arena Corinthians, em São Paulo

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthiansCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.