Corinthians vence o Atlético-MG e vira líder isolado

Jogando bem e mesmo perdendo um pênalti no primeiro minuto de jogo, o Corinthians venceu o Atlético-MG por 1 a 0 neste domingo, no Pacaembu, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, garantiu a liderança isolada da classificação, se mantendo como único time invicto e com 100% de aproveitamento em casa.

TERCIO DAVID, Agência Estado

18 de julho de 2010 | 18h34

O Corinthians chegou a 21 pontos e abriu três de vantagem para o vice-líder Ceará, que perdeu para o Internacional, em Porto Alegre. Já o Atlético segue com nove pontos e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Pela próxima rodada, o Corinthians visita o lanterna Atlético-GO, no Serra Dourada, na quarta-feira, às 21h50. Mais cedo, às 19h30, o Atlético-MG recebe o Inter na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, já que o Mineirão está fechado para reformas.

PRESSÃO SEM EFEITO - Logo no primeiro minuto de jogo, o Corinthians já deu o tom do que seriam os primeiros minutos da partida. Dentinho recebeu na frente, invadiu a área e foi derrubado por Werley. Pênalti, que Chicão bateu para fora e perdeu a primeira grande chance de abrir o placar.

A intensa pressão corintiana, no entanto, durou apenas 20 minutos. Aí o time de Mano Menezes voltou ao velho esquema de trabalhar a bola com mais calma.

Errando passes em demasia, o Corinthians abriu espaço para o Atlético assustar. No último lance do primeiro tempo, Leandro fez a jogada pela esquerda e cruzou para Neto Berola desviar de coxa e acerta o travessão do goleiro Júlio César. Danilo, que estava na marcação, ficou só olhando.

No segundo tempo, o Corinthians seguiu melhor no jogo, mas novamente errando demais nas conclusões, algumas vezes por excesso de capricho. Como mostra disto, aos 17, Jorge Henrique recebeu na frente, se livrou de dois e rolou na área para Bruno Cesar, que driblou o marcador e bateu por cima do gol.

Apesar da falta de objetividade, o Corinthians teve a persistência premiada com o gol aos 35, quando Bruno César recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu. Embora tenha saído fraco, o chute desviou em Jairo Campos e tirou Fábio Costa completamente da jogada.

Com o gol, naturalmente, o Corinthians recuou, mas não chegou a passar sufoco. Apenas uma bola levou perigo, aos 43, quando, após batida de escanteio, Ricardo Bueno cabeceou firme na segunda trave e Júlio César fez grande defesa.

Ficha técnica:

Corinthians 1 x 0 Atlético-MG

Corinthians - Júlio César; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf (Jucilei), Elias, Danilo e Bruno César; Dentinho (William Morais) e Iarley (Jorge Henrique). Técnico: Mano Menezes.

Atlético-MG - Fábio Costa; Diego Macedo, Jairo Campos, Werley e Leandro; João Pedro (Fabiano), Zé Luís, Serginho e Ricardinho (Fernandinho), Neto Berola (Diego Souza) e Ricardo Bueno. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gol - Bruno César, aos 35 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - William, Danilo e Jorge Henrique (Corinthians); Werley, Diego Macedo e Leandro (Atlético-MG).

Árbitro - Wilton Pereira Sampaio (DF).

Renda - R$ 675.393,50.

Público - 22.163 pagantes (24.742 no total).

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.