Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Corinthians vence o Fluminense por 1 a 0 no Pacaembu

Dentinho marca e time alvinegro agora joga por um empate no Rio para avançar às semifinais da Copa do Brasil

André Rigue, estadao.com.br

13 de maio de 2009 | 23h45

Com um gol de Dentinho no início do jogo, o Corinthians derrotou o Fluminense na noite desta quarta-feira por 1 a 0, no Estádio do Pacaembu, pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. Agora, o clube de Parque São Jorge joga por um empate no Rio de Janeiro, na próxima semana, para avançar.

 

Veja também:

lista Copa do Brasil - Calendário

linkMano avisa que poupará jogadores no Brasileirão

linkFluminense acredita na classificação no Rio

som Ouça na Eldorado/ESPN - Corinthians 1 a 0

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Se conseguir a classificação, o Corinthians enfrentará nas semifinais o vencedor do confronto entre Vasco da Gama e Vitória. Na primeira partida, também disputada nesta quarta-feira, o time carioca venceu em São Januário por 4 a 0 e agora pode perder por três gols de diferença em Salvador.

 

O confronto desta quarta-feira no Pacaembu foi de festa para o técnico Mano Menezes, que completou o 100.º jogo no comando da equipe. O treinador teve apenas um problema: o zagueiro William, machucado, deu a vaga no time titular para Diego. Já o experiente Carlos Alberto Parreira mandou para o campo a força máxima.

 

Empolgados pelo apoio do público (mais de 30 mil pagantes), os corintianos partiram para o ataque e abriram o placar logo aos 10 minutos. Em lançamento, Dentinho pegou a defesa do Fluminense desprevenida, entrou na área e bateu cruzado. Fernando Henrique se esticou todo, mas viu a bola balançar as redes.

 

Após o gol, o Fluminense se desesperou e deu maior liberdade para o Corinthians. O placar só não ficou mais elástico por uma infelicidade corintiana aos 19 minutos. Alessandro, em noite inspirada, ganhou pela direita e cruzou. Dentinho deu um biquinho na bola, que bateu na trave, percorreu a boca do gol e saiu.

 

O Fluminense chegou em jogadas de bola aérea, mas quase sempre mal exploradas. O Corinthians, por sua vez, teve uma posse de bola superior a 55% na primeira etapa. E em jogadas rápidas, deu vários sustos no time de Parreira. Aos 34 minutos, Ronaldo aproveitou rebote de Jorge Henrique e bateu. Fernando Henrique fez um milagre.

 

E se não fosse Fernando Henrique, a vida do Fluminense teria se transformado em tragédia no primeiro tempo. Aos 44 minutos, Alessandro, novamente livre pela direita, aproveitou para cruzar. Ronaldo, dessas vez, deu um toque de primeira. No reflexo, o goleiro do Fluminense pulou e deu um tapinha salvador.

 

Os times voltaram sem modificações para a etapa final. Parreira conseguiu melhorar um pouco

 Corinthians1
Felipe; Alessandro, Chicão, Diego e André Santos    ; Cristian, Elias e Douglas (Boquita); Dentinho (Morais), Ronaldo e Jorge Henrique (Otacílio Neto)
Técnico: Mano Menezes
 Fluminense0
Fernando Henrique; Mariano, Edcarlos, Luiz Alberto e João Paulo; Wellington Monteiro, Maurício, Marquinho e Thiago Neves (Conca); Maicon (Alan) e Fred
Técnico: Carlos Alberto Parreira
Gols: Dentinho, aos 10 minutos do primeiro tempo

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)

Renda: R$ 1.196.410,00

Público: 30.949 pagantes

Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)

o posicionamento do Fluminense. O time tricolor continuou a levar sustos no setor defensivo, mas, pelo menos, encontrou espaços para atacar. Na melhor das chances, aos 20 minutos, Thiago Neves saiu na cara do gol e chutou sobre o corpo de Felipe.

 

A resposta corintiana chegou aos 25 minutos. Ronaldo deu lindo passe e deixou André Santos livre na área. O lateral-esquerdo soltou a bomba, mas Fernando Henrique salvou outra vez - o goleiro do Fluminense foi um dos melhores em campo e deu a tranquilidade que a defesa do Fluminense não soube oferecer.

 

O Corinthians ainda pressionou, mas cansou de perder gols - inclusive com Morais, que entrou na vaga de Dentinho. Assim, o clube terminou a partida com a vantagem mínima, resultado que, de certa forma, foi um alívio para o Fluminense, que tentará reverter o marcador no próximo dia 20 (quarta-feira), no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.