Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corinthians vence o Guarani no Pacaembu

O Guarani é no momento é adversário ideal para quem quer espantar crise e recuperar confiança. Frágil, confuso e inofensivo ? sem considerar o uniforme horroroso ?, o campeão brasileiro do distante 1978 não faz mal a ninguém. O Corinthians soube aproveitar-se da fragilidade do rival, ganhou por 1 a 0, neste domingo à noite, no Pacaembu, foi a 7 pontos e deixou para trás a zona de rebaixamento. Jô, aos 32 minutos, marcou o gol decisivo, em repeteco do que havia feito no meio da semana, contra o Vitória, no mesmo local, mas pela Copa do Brasil.Os torcedores do Guarani devem estar mais vermelhos de vergonha e de raiva do que a camisa utilizada pelo time nas últimas três rodadas para homenagear o patrocinador. A inversão não foi só na presença do rubi em lugar do verde tradicional. O futebol do time campineiro beirou o ridículo e não é à toa que, com 5 pontos, o deixa no fundo da classificação. Se não fosse o goleiro Jean, que saiu com as mãos arroxeadas das defesas que fez, em noite fria, a derrota teria sido por diferença muito maior.O Corinthians nem precisou de apresentação impecável. O time de Osvaldo de Oliveira ainda está longe do ideal, mas tem o mérito de não se desesperar, como ocorria até a surra de 4 a 0 que levou do Palmeiras, 15 dias atrás. Com as vitórias da semana, já são quatro partidas invictas em duas competições ? antes houve empates com Fortaleza (Copa do Brasil) e Atlético-MG (Brasileiro). ?O importante é que os jogadores vão recuperando a confiança e conquistamos três pontos?, admitiu Rincón, no resumo simples do que se passa nos bastidores alvinegros. ?Estamos mais tranqüilos?, reconheceu Jô, responsável pela segunda vitória consecutiva da equipe, até este domingo proeza inédita em 2004.Mesmo com um rival assustado, o Corinthians deu o primeiro chute a gol só aos 11 minutos ? Fabinho experimentou de fora da área e Jean desviou para escanteio. A pressão aos poucos se tornou mais acentuada e houve novas tentativas, em cabeçadas de Valdson aos 14 e Marcelo Ramos aos 30, que obrigaram Jean a desdobrar-se para evitar o gol.O experiente goleiro só não conseguiu parar o arremate cruzado de Jô aos 32 minutos. O centroavante recebeu passe de Gil, no lado direito do ataque, ajeitou sem marcação e bateu rasteiro no canto direito. A resposta única do Guarani veio aos 45, em cobrança de falta de Marlon que Fábio Costa defendeu.A indigência do Guarani ficou mais evidente no segundo tempo, em que o máximo foi um rebote que Roncatto pegou aos 26 minutos, mas Fábio Costa mandou para escanteio. Sobressaltos teve Jean, ao evitar novos gols com três defesas ? aos 12 (cabeçada de Marcelo Ramos), aos 17 (chute de Fabinho) e aos 33 (conclusão de Rincón). O Guarani tenta vida nova nesta semana, pois nesta segunda-feira recebe Zetti como técnico e aposenta a camisa rubi. O Corinthians anima-se para o jogo de volta com o Vitória pela Copa do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.