Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Corinthians vence o Sertãozinho por 4 a 0 e volta à ponta

Chicão, Jorge Henrique, Marcelo Mattos e Edno marcam e ajudam time a superar provisoriamente o Santos

Tercio David, estadao.com.br

06 de fevereiro de 2010 | 18h48

Só um susto. O Corinthians se recuperou bem da quebra da invencibilidade de 28 jogos em Estaduais e bateu o Sertãozinho por 4 a 0, neste sábado, no Pacaembu, pela sétima do rodada do Paulistão. De quebra, o time voltou a liderança provisória.

Veja também:

link Marcelo Mattos e Edno dão a volta por cima com gols

link Presidente confirma que Corinthians não quer Pacaembu

PAULISTÃO 09 - tabela Classificação | lista Calendário

ELDORADO/ESPN - som Ouça os gols: Corinthians 1x0 | 2x0 | 3x0 | 4x0

Com o resultado, o time do Parque São Jorge soma agora 14 pontos, um a mais que Santos e Botafogo, que ainda jogam nesta rodada. O Sertãozinho, com a vitória do Oeste, caiu para a última colocação, com apenas quatro pontos.

Na próxima rodada, o Corinthians encara a Portuguesa, no sábado de Carnaval, no Canindé. No mesmo dia, o Sertãozinho visita a Ponte Preta, em Campinas.

AUTORIDADE

O Corinthians começou não dando a menor chance ao Sertãozinho, mostrando que a derrota para a Ponte Preta, no meio da semana, havia sido apenas um tropeço. O time alvinegro acuou a equipe do Interior durante todo o tempo, tomando apenas um susto, quando Léo Mineiro recebeu livre, e impedido, na área, fez o giro e acertou a trave de Felipe, ainda no primeiro tempo. Apesar da irregularidade, o árbitro validou a jogada.

Com muito volume de jogo e boa movimentação, apesar da chuva, o Corinthians não demorou para abrir o placar. Aos 7, Tcheco levantou na área da direita, o goleiro Luiz Henrique tentou encaixar, mas acabou soltando a bola nos pés de Chicão, que desviou de primeira.

O segundo gol saiu apenas no final da primeira etapa e foi um prêmio ao empenho de Jorge Henrique. Após jogada de Iarley pela direita, Alessandro entrou em diagonal na frente da área e ajeitou para o versátil camisa 11 bater de primeira, longe do alcance do goleiro Luiz Henrique.

ROBERTO CARLOS

O lateral-esquerdo teve atuação discreta no primeiro tempo - apenas uma cobrança de falta perigosa, que Luiz Henrique rebateu - mas mostrou mais presença na segunda etapa.

 CORINTHIANS4
Felipe; Alessandro, Chicão, William      e Roberto Carlos; Marcelo Mattos, Elias, Tcheco (Jucilei) e Jorge Henrique; Iarley (Edno) e Dentinho (Morais).
Técnico: Mano Menezes
 SERTÃOZINHO0
Luiz Henrique; Ricardo Lopes, Erivelton, Pablo      e João Paulo; Magal, Marcus Vinícius     , Everton e Harison      (Adoniran); Léo Mineir (Washington) e Mendes (Waldir)
Técnico: Paulo Comelli
Gols: Chicão, aos 7, e Jorge Henrique, aos 43 minutos do primeiro tempo. Marcelo Mattos, aos 15, e Edno, aos 38 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Guilherme Cereta de Lima.

Renda: R$ 535.034,00.

Público: 16.780 pagantes (19.133 no total).

Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Logo no começo da etapa complementar, aos 15, Roberto Carlos fez a jogada pela esquerda e, na entrada da área, rolou para Marcelo Mattos acertar uma bomba de primeira e mandar no canto, sem chance para o goleiro. Assim, o volante marcou o seu primeiro gol desde seu retorno ao clube, no ano passado.

PRIMEIRO GOL

Outro que também saiu particularmente feliz do Pacaembu foi Edno. O contestado atacante marcou seu primeiro gol com a camisa corintiana, após passe preciso de Jorge Henrique, no final do jogo, e comemorou bastante, com direito a "sai zica", beijo na aliança e dedicatória a esposa grávida.

PREOCUPAÇÕES

Dentinho e Tcheco deixaram o gramado do Pacaembu de maca no segundo tempo e viraram dúvidas para o técnico Mano Menezes, que terá uma semana para definir a equipe para o duelo contra a Portuguesa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.