Corinthians vence Palmeiras de virada

Em um clássico digno de Corinthians e Palmeiras, o time de Carlos Tevez, Javier Mascherano e companhia deu a arrancada que precisava no Campeonato Brasileiro: 3 a 1 sobre o arqui-rival. Como os dois técnicos estavam ameaçados de perder seus cargos, levou a melhor o corintiano Márcio Bittencourt, que acertou ao tirar o pior da equipe hoje, o meia Carlos Alberto, e colocar Rosinei, autor de dois gols. Paulo Bonamigo, por sua vez, pode estar dando adeus do Palestra Itália. A estréia de Mascherano não podia ter sido melhor. O volante argentino não só brigou 90 minutos pela bola, como mostrou categoria ao armar as jogadas. Logo aos 2 minutos de partida, deixou Jô na cara do gol, mas o atacante (para não perder o hábito) finalizou mal. O terceiro gol, que nocauteou o Palmeiras, saiu dos pés do novo xerife do meio-de-campo: travou e ganhou de Gamarra, tocou para Jô e este cruzou para Rosinei fazer seu segundo gol hoje. O também estreante paraguaio Gamarra, se perdeu a bola que originou o terceiro gol corintiano, exibiu, mesmo sem entrosamento com o time, a segurança que o acompanhou pela carreira. Marcou bem e por pouco não fez um golaço de voleio. O jogo foi bom do começo ao fim, mas os minutos iniciais foram os melhores, eletrizantes. O Corinthians partiu para cima, mas, aos poucos, o Palmeiras, com toques rápidos, dava a entender que abriria o placar. Alex Afonso teve duas chances, mas não as aproveitou. Viu-se ainda bola no travessão após cruzamento de Lúcio, chute de Tevez raspando a trave, tudo isso no primeiro tempo. Começou a segunda etapa com as equipes novamente niveladas. Estavam tão iguais que quando um resolveu fazer o gol, o outro copiou. Aos 5, Leonardo fez de cabeça para o Palmeiras, aos 6, Gustavo Nery empatou. Depois do empate, no entanto, só o Corinthians jogou. Rosinei entrou no intervalo no lugar do Carlos Alberto. O prata da casa entrou e fez dois gols, ponto para Márcio Bittencourt. Aos 16, enfiada de Roger para Gustavo Nery, cruzamento na área e gol de Rosinei. Aos 22, fez o terceiro, em lance iniciado por Mascherano. No fim da partida, enquanto os torcedores do Corinthians gritavam olé, Baiano se desentendeu com Tevez e foi expulso. Irritado, chutou a bola em cima do argentino. Confusão geral, Hugo entrou na briga e levou a pior: também foi expulso. O Corinthians, agora com 19 pontos, enfrenta sábado, no Sul, o Paraná. O Palmeiras (13) recebe domingo o Fortaleza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.