Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Corinthians visita Botafogo para acabar com tabu e se manter na briga da Libertadores

Equipes se enfrentam neste domingo, às 18h, no estádio do Engenhão, pela 34ª rodada do Brasileiro

João Prata, O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2019 | 04h30

O Corinthians tem dois objetivos no jogo de hoje, às 18h, contra o Botafogo no Engenhão: acabar com o jejum de vitórias quando enfrenta o time carioca fora de casa e entrar para o grupo da Libertadores no Campeonato Brasileiro.

A última vitória da equipe paulista na casa do adversário foi em 2011, quando fez 2 a 0 com gols de Liedson e Paulinho. De lá para cá foram mais seis jogos, com cinco vitórias da equipe carioca e um empate. O mais recente encontro aconteceu em novembro do ano passado com o placar de 1 a 0 a favor do Botafogo com gol de Rodrigo Lindoso. Para os cariocas, manter esse tabu é importante para afastar a equipe da zona de rebaixamento. Para o Corinthians, quebrar o jejum é a possibilidade de voltar a fazer parte do grupo que vai à Libertadores na próxima temporada.

"A gente tem que encarar cada jogo como uma decisão. Esse é nosso objetivo: chegar à Libertadores. É um jogo que temos que conquistar os três pontos. Respeitando o Botafogo, que está em situação difícil. Vamos buscar a vitória para encaminhar a vaga", afirmou o atacante Vagner Love.

O jogador deve ser a única novidade na escalação do interino Dyego Coelho. Ele substituirá Mauro Boselli, que se recupera de problema muscular na coxa direita. Love comentou também as mudanças após a saída de Carille. O centroavante reclamou que o técnico anterior fazia os atacantes ajudar demais na marcação e a bola chegava pouco para finalização.

"Realmente, recebíamos poucas bolas. Somos três centroavantes de qualidade. Se chegar no nosso pé, temos qualidade para fazer os gols. Treinamos para isso. Atrapalhou um pouco essa questão de só ter que marcar. Pouco abastecido, pouco municiado para poder marcar. Boselli recebeu bolas. Fizemos mais gols. Espero que isso continue acontecendo", comentou.

Com Coelho, Love disse que a postura da equipe mudou. Mesmo assim ele acha que ainda há muito do trabalho do seu antecessor. "No jogo contra o Inter, fizemos uma coisa que não tínhamos treinado. Jogamos atrás, recuamos e deixamos a equipe do Inter ficar no nosso campo no primeiro tempo, apostando nos contra-ataques. É normal, até automático, porque ficamos dez meses com o Carille. Mas não é mais assim. Coelho está treinando e estamos mudando. Tanto que nesse mesmo jogo já mudamos nossa postura no segundo tempo."

FICHA TÉCNICA:

Botafogo: Gatito Fernández, Fernando, Carli, Gabriel e Lucas Barros; Cícero, João Paulo, Alex Santana, Luiz Fernando (Rhuan) e Leo Valencia; Igor Cássio (Diego Souza). Técnico: Alberto Valentim.

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Júnior Urso e Mateus Vital; Pedrinho Vagner Love e Janderson.Técnico: Dyego Coelho.

Juiz: Andre Luiz Castro.

Local: Engenhão.

Horário: 18h.

Na TV: Pay-per-view.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.