Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Corinthians visita o Flamengo e tenta interferir na briga pela liderança

Equipe do técnico Vagner Mancini encara os dois principais candidatos ao título brasileiro na reta final; após enfrentar o Rubro-negro, pega o Inter na última rodada

João Prata, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2021 | 05h00

O Corinthians está fora da disputa pelo título, mas pode ter influência decisiva em quem ficará com a taça de campeão brasileiro neste ano. Dos quatro jogos que restam, dois são contra os favoritos ao troféu. Hoje, às 16h, enfrentará o Flamengo, no Maracanã, pela 36ª rodada. Na última, vai encarar o Internacional, também fora de casa.

O time colorado é o atual líder, com 66 pontos, um a mais do que o rubro-negro. Entre esses dois jogos, a equipe de Vagner Mancini tem os clássicos com Santos (que havia sido adiado) e Vasco. É uma reta final complicada para quem vem alternando altos e baixos e ainda tem como meta uma vaga para a Libertadores.

“Pela sequência, sim, o Corinthians pode influenciar nesse título. Tem a chance de jogar contra Flamengo e Internacional fora de casa. Essas equipes estão brigando ali em cima e vão encontrar um ‘Corinthians resistência’. Brigamos por uma oitava vaga. Diante dessas equipes, precisamos somar pontos. Vamos influenciar, sim. O Corinthians talvez seja o único que pega os dois”, disse Mancini.

A boa notícia para o treinador é que ele deverá contar com os retornos do zagueiro Jemerson e do meia Cazares, recuperados de lesão. A dúvida é se já começam entre os titulares por estarem sem ritmo de jogo. Por outro lado, Mancini não terá o volante Gabriel e o meia Mateus Vital, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Com essas mudanças, o time tentará resolver especialmente o problema de desatenção na parte defensiva. No empate com o Athletico-PR, o Corinthians, em casa, esteve por três vezes na frente do marcador, mas permitiu a reação do adversário. A atenção precisará ser redobrada no caso do Flamengo, pois no primeiro turno, a equipe paulista perdeu por 5 a 1.

“Era meu segundo jogo apenas. Flamengo tinha outro treinador, equipes viviam outra fase. Tiramos lições de todos os jogos. Até quando ganha, é preciso fazer ajustes. Ajustes não param. Somos uma equipe de operários tentando achar os erros, melhorar aqui e ali. Depois daquele jogo, sentamos, analisamos, vimos onde melhorar. O que está bom, também tocamos no assunto para manter. Encontrar maneiras de tornar a equipe sempre mais forte”, declarou Mancini.

Na parte ofensiva, Jô e Leo Natel brigam por uma posição, enquanto Gustavo Mosquito é considerado titular absoluto. Com Mancini, o atacante voltou a ganhar chance na equipe e não desperdiçou. Fez dois gols na última partida e tem dado velocidade ao ataque.

“Vive momento interessante. Precisa ajustar algumas coisas. Fez dois gols e perdeu dois. Poderiam ser o fiel da balança porque já tínhamos vantagem. Seria importante abrir dois gols de diferença. Vem se dedicando muito, entendido a forma que a gente pede para desempenhar em campo. Essa humildade e simplicidade tem feito ele melhorar de forma rápida. Peça importante dentro do sistema ofensivo”, destacou Mancini.

Rogério Ceni e o tabu 

Será a primeira vez que o Corinthians enfrentará o Flamengo com Rogério Ceni como técnico. E será também mais uma tentativa de o treinador vencer o rival depois que encerrou a carreira como goleiro do São Paulo.

Desde 2017, quando ele começou como técnico  foram oito confrontos, com quatro vitórias do Corinthians e  quatro empates. O confronto mais recente foi pelo Brasileirão deste ano, quando Ceni estava no Fortaleza e as equipes empataram por 1 a 1 na Neo Química Arena.

Para tentar encerar o tabu diante do rival, Ceni deverá contar com  o retorno de Rodrigo Caio na zaga. Recuperado de lesão, a tendência é de que ele forme dupla com Willian Arão, que vem sendo improvisado no setor. O meia Diego, que cumpriu suspensão na última rodada e também se recuperou de entorse, deve ser outra novidade.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO X CORINTHIANS

FLAMENGO: Hugo Souza, Isla, Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego, Gerson, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Rogério Ceni.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Bruno Méndez (Jemerson), Gil e Fábio Santos; Xavier, Cantillo, Gustavo Mosquito, Cazares (Araos) e Otero; Léo Natel (Jô). Técnico: Vagner Mancini.

ÁRBITRO: Rafael Traci (SC)

HORÁRIO: 16h

LOCAL: Maracanã

NA TV: Globo e PPV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.