Beto Barata/AE
Beto Barata/AE

Corinthians vive dia de lamentações após decepção na última rodada do Brasileirão

Equipe alvinegra perdeu o título e ficou sem a caga direta na Libertadores de 2011

RAFAEL VERGUEIRO - estadão.com.br,

05 de dezembro de 2010 | 21h24

SÃO PAULO - o Corinthians não conseguiu o sonhado título no ano do centenário, e teve mais para lamentar após a última rodada do Campeonato Brasileiro. Não conseguiu cumprir sua missão, que era vencer os reservas do já rebaixado Goiás em Goiânia (GO), e perdeu a vaga direta na Copa Libertadores de 2011. Agora, terá que disputar um mata-mata diante de uma equipe colombiana (ainda indefinida) para ingressar no torneio continental. "Não queríamos que fosse dessa forma", lamentou o técnico Tite.

Veja também:

linkCorinthians empata com o Goiás: 1 a 1

BRASILEIRÃO - tabela Classificação listaResultados

Para o treinador, a ansiedade foi o principal fator que fez a equipe não passar de um empate por 1 a 1 no Serra Dourada. "Fomos muito apressados, até pela pressão de ter que fazer o resultado. Neste momento o emocional aflora, mas o jogo deve servir como lição."

Apesar de ter saído invicto do Brasileirão com o Corinthians (assumiu faltando oito rodadas e obteve cinco vitórias e três empates), Tite não escondeu a tristeza pela perda do troféu. "Eu queria ser campeão. Vi este grupo com potencial de ser campeão", assinalou.

Chateados. O clima era de desânimo no vestiário corintiano após o término do Brasileirão. Ronaldo, que atuou somente 11 vezes e fez seis gols, disse que o grupo fez de tudo, mas infelizmente não conseguiu o que queria. "Com certeza a entrega foi total, fizemos tudo o que podíamos. Agora é pensa na Libertadores", declarou.

O goleiro Júlio César, um dos destaques corintianos no campeonato, mas que falho no gol do Goiás neste domingo, pediu desculpas aos torcedores. "Eu gostaria de pedir desculpas pelo erro e podem ter certeza que não tem ninguém mais chateado do que eu por não ganharmos", escreveu no Twitter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.