Felipe Oliveira / EC Bahia
Felipe Oliveira / EC Bahia

Corinthians volta a jogar mal no Campeonato Brasileiro e cai na Bahia

Time do técnico Vagner Mancini perdeu por 2 a 1 na Arena Fonte Nova

Almir Leite, O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2021 | 21h18

O Corinthians perdeu mesmo o encanto. Nesta quinta-feira, voltou a perder, desta por 2 a 1 para o Bahia, na Fonte Nova, em jogo da 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi a segunda derrota seguida e a terceira nos últimos quatro jogos. A equipe parou nos 45 pontos, em 9.º lugar, e fica mais distante da vaga na Libertadores. O Bahia, com 35, deixou a zona do rebaixamento.

Pior que o Corinthians, só a atuação do juiz Ricardo Marques Ribeiro. Inseguro, deixou várias marcações a cargo do VAR, irritou os jogadores dos dois times e não evitou discussões e muita confusão.

O jogo começou tão fraco que o primeiro momento de alguma importância foi o cartão amarelo dado a Jô por largar o braço no rosto de Mateus Bahia, em uma disputa de bola. Isso ocorreu aos 10 minutos. 

O lance parece ter “ligado’’ o Corinthians, que passou a ficar mais com a bola e a procurar o campo de ataque. No entanto, a partida continuava truncada, com muitas faltas, erros de passe e jogadas incompletas.

O Corinthians dominava, chegou com Gabriel e Fagner, mas os cruzamentos não encontraram ninguém para finalizar. Do outro lado, Cássio, que nesta quinta-feira completou 500 partidas pelo time, quase não tocava na bola. Quando tocou, em uma saída de bola após cobrança de falta, foi mal. Rebateu fraco, Ronaldo pegou o rebote e chutou na direção de Gilberto, que completou de cabeça.

Foi a primeira conclusão do Bahia, aos 30 minutos e o gol foi confirmado pelo VAR – que, aliás, interferiu várias vezes no jogo e confirmou a anulação de um gol de Araos, aos 38 minutos, por impedimento do chileno.

Foi o Bahia que marcou o segundo, aos 48. Um golaço de Ramírez. Um erro do Bruno Méndez no campo ofensivo permitiu o contra-ataque. O colombiano foi lançando, driblou Gil e Fábio Santos e tocou por baixo de Cássio. 

No início do segundo tempo, o Corinthians reclamou de um toque de mão de Gregore na área, mas após paralisação e confusão, o VAR considerou que o volante estava com o braço colado ao corpo.

O Corinthians se lançou à frente e diminuiu aos 25. Gabriel Pereira fez ótima jogadas e rolou para Gabriel penetrar e marcar. Depois disso o Corinthians martelou em busca do empate, tomou alguns sustos, criou chances, mas não conseguiu evitar a derrota.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 2 X 1 CORINTHIANS

Gols: Gilberto, aos 30, e Ramírez, aos 48 min do 1º tempo. Gabriel, aos 25 do 2º.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca (Juninho) e Matheus Bahia (Capixaba); Gregore, Ronaldo e Ramírez (Ramon); Rossi (João Pedro), Gilberto (Alesson) e Thiago Andrade. Téc: Dado Cavalcanti.

Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Bruno Méndez e Fábio Santos (Raul); Gabriel, Cantillo (Camacho), Araos (Cafu), Mosquito (Gabriel Pereira) e M. Vital (Éderson); Jô. Téc: Wagner Mancini.

Juiz: Ricardo M. Ribeiro (MG).

Cartões Amarelos: Jô, Gregore, Ramírez e Ramon.

Local: Arena Fonte Nova. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.