Reprodução
Reprodução

Corinthians volta a perder mando de campo no Brasileirão

Motivo da punição é o arremesso de uma garrafa d'água no bandeirinha em jogo contra a Portuguesa

Fábio Hecico, Agência Estado

18 de outubro de 2013 | 19h29

SÃO PAULO - O Corinthians voltou a ser punido neste Brasileirão por causa de confusões provocadas por sua torcida. Desta vez, o time perdeu um mando de campo em razão da garrafa arremessada contra o auxiliar Bruno Salgado Rizo, na partida contra a Portuguesa, no dia 29 de setembro, em Campo Grande. Trata-se da quarta punição do tipo sofrida pelo time neste ano. A primeira aconteceu ainda na Copa Libertadores, quando um sinalizador partiu da torcida corintiana e acabou matando o jovem torcedor Kevin Spada, na Bolívia.

Depois, já no Brasileirão, o time perdeu quatro mandos por causa da confusão envolvendo torcedores do Corinthians e do Vasco no jogo disputado em 25 de agosto, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. No próximo fim de semana, no duelo contra o Criciúma, o time cumprirá o terceiro dos quatro jogos da punição, em Itu. Na sequência, o time foi condenado a perder dois mandos de campo na Copa do Brasil por causa do uso de sinalizadores por parte da sua torcida na partida de ida contra o Luverdense, em Lucas do Rio Verde (MT), pelas oitavas de final. Na quinta-feira, a punição acabou sendo revertida no julgamento de segunda instância no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

A sanção anunciada nesta sexta-feira, se confirmada após possível recurso do clube, terá efeito na partida contra o Fluminense, no dia 10 de novembro, pela 33ª rodada. O time acumularia cinco perdas de mando de campo consecutivas. O Corinthians corre o risco ainda de sofrer uma nova punição em razão dos problemas ocorridos no Morumbi, no clássico com o São Paulo, domingo passado. Nesta sexta, os dois times foram denunciados pelo STJD e podem perder até 10 mandos de campo. O julgamento será realizado na próxima semana.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.