Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Corinthians volta a trabalhar após folga com Fagner e Uendel

Jogo contra o Vasco na quinta pode sacramentar o título brasileiro

Estadão Conteúdo

16 Novembro 2015 | 08h33

Depois de um dia de folga, os jogadores do Corinthians se reapresentam nesta segunda-feira ao técnico Tite. A boa notícia para o jogo de quinta contra o Vasco, no estádio de São Januário, no Rio, que poderá sacramentar a conquista do título brasileiro, é que os laterais Fagner (direito) e Uendel (esquerdo) estão recuperados de lesão e prontos para jogar.

Desta forma, o garoto Guilherme Arana e Edilson devem deixar a equipe. Tite espera ainda o retorno do goleiro Cássio, do zagueiro Gil, do volante Elias e do meia Renato Augusto, todos na seleção brasileira, que jogam nesta terça-feira contra o Peru, em Salvador, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia.

Durante a semana sem jogos, o Corinthians trabalhou com tranquilidade nos treinos que antecedem o duelo contra o Vasco. No entanto, o time prefere evitar o clima de euforia. No sábado, Tite promoveu um trabalho no gramado para os jogadores que não participaram do jogo-treino contra o Red Bull Brasil, na última sexta-feira. Edilson, Felipe, Guilherme Arana, Ralf, Jadson, Malcom e Vagner Love participaram de uma atividade tática que teve que ser completada por jogadores da base, já que os outros atletas do elenco fizeram tratamento regenerativos.

Para o duelo contra o Vasco, o Corinthians não vestirá laranja. Se não atuar de branco, utilizará o uniforme número 2, preto com listras brancas, que havia sido aposentado pela fornecedora de material esportivo. A solicitação foi feita pela diretoria, que não quer ver o time entrar em campo em um jogo decisivo com um uniforme que não tenha tradição.

O Corinthians lidera o Brasileirão com 11 pontos de vantagem sobre o Atlético Mineiro, o segundo colocado. Se vencer o Vasco, levanta a taça independentemente do resultado do time de Belo Horizonte. Também pode ser campeão perdendo ou empatando. Para isso basta que a equipe de Minas Gerais não vença o São Paulo, também na quinta-feira, no estádio do Morumbi, na capital paulista.

Mais conteúdo sobre:
futebol Corinthians Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.