Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Corinthians volta aos treinos sem Cássio e com Jemerson podendo estrear

Com a suspensão de Bruno Méndez, técnico Vagner Mancini deve, enfim, ver seu último reforço em campo

Redação, Estadao Conteudo

23 de dezembro de 2020 | 21h14

Sob elogios da comissão técnica, os jogadores do Corinthians voltaram aos treinos de olho no último jogo do ano, domingo, diante do Botafogo, pelo Brasileirão. O goleiro Cássio teve alta, mas foi para casa, descansar. E o zagueiro Jemerson vive a expectativa da estreia no Rio de Janeiro.

Com a suspensão de Bruno Méndez, o técnico Vagner Mancini deve, enfim, ver seu último reforço em campo. Jemerson já está apto fisicamente para jogar. Só não jogou antes por causa da covid-19. Disputa a vaga com Marllon na busca pela terceira vitória seguida no Brasileirão.

Mesmo com a bela apresentação diante do Goiás, na vitória por 2 a 1, Mancini pode mudar novamente a equipe. Além de armar o time de acordo com os adversários, o treinador pode ter Cantillo à disposição. O volante está se recuperando de desconforto muscular e já trabalha no campo.

A grande dúvida, porém, será sobre quem vai atuar no gol no Maracanã. Cássio, em tese, deveria ser preservado após o duro choque na cabeça e os dois dias de internação. E o Corinthians optaria pela manutenção de Walter.

O titular, contudo, é fominha. A depender dele, ele pedirá para fechar 2020 jogando. Desde a internação, Cássio vem tranquilizando os torcedores e companheiros de que "não foi nada" e estava bem.

Saiu do hospital sob recomendação de não se esforçar. Está sendo acompanhado de perto pelos médicos do Corinthians, que não divulgaram quando ele volta aos trabalhos.

Enquanto os jogadores fizeram um treino regenerativo mais leve e de dois toques nesta quarta-feira, Walter e os demais goleiros corintianos trabalharam forte. O reserva imediato de Cássio foi "bombardeado" e também recebeu elogios.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansCássioJemerson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.