Arquivo/AE
Arquivo/AE

Corinthians voltou a brigar pelo título, diz Jorge Henrique

Atacante faz o gol da vitória sobre o Inter e afirma que a equipe alvinegra vai chegar junto no Brasileirão

Agencia Estado

20 de agosto de 2009 | 01h16

Os corintianos não titubearam depois de vencer o Internacional por 2 a 1, em Porto Alegre. Desprezaram a toalha jogada pelo técnico Mano Menezes e falaram abertamente sobre a chance da equipe de brigar pelo título. No domingo passado, depois de vencer o Atlético-MG, o discurso tinha sido mais discreto.

Veja também:

linkCorinthians bate o Inter em Porto Alegre

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O time pulou para sexto lugar, com 31 pontos, e tem seis a menos do que o líder Palmeiras. "Lógico que voltamos a brigar pelo título. Somos um time grande e sabíamos que estaríamos nessa briga, apesar de alguns tropeços. Vamos chegar junto", disse o atacante Jorge Henrique, autor do gol da vitória aos 42 minutos do segundo tempo quando jogava improvisado na ala.

"Fizemos um bom jogo porque alguns jogadores voltaram a atuar na posição em que rendem melhor. Cito o exemplo do Elias, que estava atuando mais adiantado e não rendia o mesmo. Isso foi fundamental", avaliou Mano Menezes que, por causa da chuva de terça-feira, não pôde treinar a formação que entrou em campo desde o início.

O treinador preferiu não comentar os dois gols impedidos do Corinthians. Tanto Jean (apesar de ter sido Chicão que tocou na bola) quanto Jorge Henrique estavam em condição irregular. "O Tite reclamou? Não vou comentar, porque quando eu me sinto prejudicado eu também falo de arbitragem. Prefiro falar da atuação de meus jogadores, que gostei".

Assim, Mano elogiou a atuação do jovem goleiro Rafael Santos, de 20 anos, embora tenha confirmado que Júlio César jogará contra o Botafogo, em rodízio definido previamente. "Já saímos com outra ideia sobre o Rafael. É importante ver os jogadores em ação em partidas tão difíceis como esta".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.