Corinthians: Wellington chega nesta sexta e já deve jogar

Está prevista para esta sexta-feira a apresentação do novo lateral-esquerdo corintiano: Wellington. E a necessidade do técnico Leão é tão grande que é possível que ele faça sua estréia no sábado, diante do Ituano, no Pacaembu, de acordo com o discurso do técnico."O lateral-esquerdo chegou, isso é de necessidade. De umas 30 partidas no ano passado, ele jogou 26. Foi bastante observado e tem qualidade. Ele está em forma e vai para campo. A improvisação é uma coisa, quando temos uma opção definitiva é outra. Mesmo assim, nós ainda precisamos de outro para a posição", foi como o técnico disse ainda no vestiário, na quarta-feira.O Corinthians perdeu César, que pediu para retornar à Itália (nesta quinta-feira foi emprestado pela Inter ao Livorno); Rubens Júnior, que não teve seu empréstimo renovado; e Gustavo Nery, que se indispôs com Leão e simplesmente abandonou o clube. Neste período, Leão improvisou o lateral-direito Edson no setor.A diretoria não precisou gastar muito na contratação de Wellington, que era reserva no Grêmio: bastaram R$ 100 mil pelo empréstimo até o final do ano. O lateral tem 21 anos e é considerado pela imprensa gaúcha um jogador rápido, mas com dificuldade para atacar. A torcida gremista o criticava muito por errar seguidos cruzamentos durante os jogos em Porto Alegre.Outros negóciosJá a contratação do atacante Jean está sendo acertada por empréstimo de um ano. A discussão que perdurava era em relação ao pagamento que o Corinthians fará ao clube russo.Quanto a Nilmar, está prevista para esta sexta-feira mais uma reunião entre os advogados do jogador e representantes da diretoria do Corinthians. ?Nós queremos receber uma parte (metade) do pagamento nesta sexta-feira e a outra na terça-feira. Queremos R$ 800 mil. Reduzimos muito o que ele teria direito de receber, que vocês da imprensa sabem bem quanto é?, brinca o advogado André Ribeiro.O Corinthians deve R$ 3,5 milhões de luvas a Nilmar. A redução proposta pelo advogado implica na saída do jogador em junho e não em dezembro, como prevê a liminar que o Corinthians conseguiu na Justiça do Trabalho.Atualizado às 19h42

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.