Corinthians x Paysandu termina 1 a 1

As falhas de arbitragem continuam imperando no futebol. Nesta quarta-feira, no empate por 1 a 1 entre Corinthians e Paysandu, no Mangueirão, em Belém, Márcio Rezende de Freitas quase complicou um jogo fácil. Ele deixou de anotar dois pênaltis claros, um para cada time, e não coibiu a violência, desagradando aos dois times.O primeiro tempo foi marcado pela cadência de passes no meio-de-campo e a escassez de finalizações. Com equilíbrio evidente entre as equipes, o único gol saiu de um erro de Róbson. Em bola recuada, o goleiro tentou chutar para frente e falhou. A bola caiu nos pés de Leandro que rolou para Gil driblar Gino com facilidades e bater por cima.Na segunda etapa a história mudou. As equipes, enfim, resolveram jogar futebol. Em desvantagem, o Paysandu partiu com tudo para o ataque, sufocou o Corinthians e chegou ao empate aos 7 minutos, com Albertinho, batendo cruzado. Albertinho e Gino desperdiçaram outras chances. Do lado do Corinthians, Fabinho, Deivid e Gil também não aproveitaram as oportunidades.O juiz também fez vista grossa ao não punir uma entrada desleal do zagueiro Márcio sobre o atacante Leandro. O atacante deixou o campo chorando. No fim do jogo, Fabinho deu solada em Souza e também saiu ileso do cartão. Revoltado, o lateral paraense foi para o revide, só que em Gil. Recebeu o cartão vermelho, para indignação do técnico Givanildo. "Este juiz é um sem-vergonha de marca maior", protestou. Agora o Corinthians enfrenta o Náutico enquanto o Paysandu pega o Fluminense, ambos no domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.