Werther Santana/Estadão Conteúdo
Werther Santana/Estadão Conteúdo

Yago comemora chapéu em Lucas Lima: 'Vai para o DVD'

Jogador foi improvisado na lateral depois lesões de Uendel e Arana

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

22 de setembro de 2015 | 18h49

O zagueiro Yago, que atuou improvisado na lateral esquerda do Corinthians na vitória por 2 a 0 sobre o Santos, ainda curte a boa atuação no clássico de domingo, no Itaquerão. O jogador só foi titular porque Uendel e Guilherme Arana estão machucados e Edílson cumpriu suspensão, mas mostrou-se bastante seguro e foi elogiado.

O lance que mais chamou atenção foi um chapéu que Yago deu em Lucas Lima, no primeiro tempo. Após encobrir o santista, o zagueiro ainda matou a bola no peito. "Foi um recurso, estava apertado. Até comentei com o pessoal que na base eu tinha essa característica e no profissional estava um pouco inibido. Primeiro lance do meu DVD vai ser esse aí", disse, em tom de brincadeira.

Yago, no entanto, não pretende se arriscar como lateral. O jogador reforça que é zagueiro. "Quero aproveitar e deixar claro que joguei como lateral por necessidade. Eu sou zagueiro mesmo, não tenho o cacife de chegar na frente para concluir ou fazer cruzamento", afirmou.

Para o jogo de domingo, contra o Figueirense, ainda não está confirmada a volta de Guilherme Arana. Como a tendência é o time catarinense ficar mais na defesa do que o Santos, Yago reconhece que o time precisaria de um jogador com mais poder ofensivo do que ele para atuar na lateral esquerda.

"Não posso mentir. Minha condição é aquela de domingo, jogando meio para trás e avançando uma vez ou outra. Contra time mais fechado, acho que eu teria dificuldades", disse o atleta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansYago

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.