Corintianos admitem ansiedade para conquistar acesso

Felipe admite que espera é complicada, mas reafirma que só irá comemorar quando objetivo for atingido

Agencia Estado

16 de setembro de 2008 | 23h35

A frase do goleiro Felipe logo após o empate contra o Brasiliense, na Boca do Jacaré, em Taguatinga, mostra que ansiedade para o acesso chegar logo é o que vai ditar a campanha corintiana até o final da Série B. "Queremos que chegue logo o momento. Perdemos algumas oportunidades hoje (terça-feira). Só vamos poder comemorar quando chegar o acesso, mas a espera é complicada mesmo."Veja também: Corinthians fica no empate contra o Brasiliense no DF  Brasileirão Série B - Classificação  Brasileirão Série B  - Calendário e resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoO resultado fez a vantagem para o quinto colocado - primeiro na tabela que não vai para a Série A em 2009 - cair de 15 para 13 pontos. O Corinthians só vai garantir o acesso quando a frente sobre essa equipe for superior aos pontos que estão em disputa. Ainda estão em jogo 39 em 13 rodadas."O Corinthians sempre entra para ganhar os jogos. Então o empate não é um bom resultado", admitiu o atacante Herrera. "Temos que somar os pontos. Isso é o importante para o acesso", discordou Elias, autor do gol de empate. "Consegui acertar ótimo chute. Os gols agora estão saindo", comentou o jogador, que anotou seu terceiro gol pelo time.Para o técnico Mano Menezes, é preciso atenção redobrada dos atletas em campo com a vantagem que o Corinthians abriu na competição. A falha de Carlos Alberto foi comentada pelo treinador. "É um lance emblemático que não pode se repetir. É preciso atenção o tempo todo", disse. No lance em que falhou, o volante perdeu a bola na entrada da área corintiana, permitindo que Marcinho avançasse e marcasse para o Brasiliense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.