Corintianos espancam são-paulinos no metrô um dia antes do clássico

Segundo a polícia, 42 torcedores estão detidos no Delpom, na Barra Funda, e também são acusados de promover depredação no vagão

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

07 de fevereiro de 2015 | 22h57

Um dia antes do clássico entre Palmeiras e Corinthians, que esteve envolvido durante a semana com o pedido de torcida única do Ministério Público, 42 torcedores do Corinthians espancaram são-paulinos no metrô e depredaram o vagão, segundo confirmou a polícia ao Estadão. Eles acabaram detidos e foram levados para a Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano), que tem por atribuição o exercício das atividades de polícia judiciária e preventiva especializada na área abrangida pelo Metrô e suas dependências.

Mesmo sem ter jogo no dia, os corintianos criaram confusão. Eles foram participar da eleição de presidente do clube no Parque São Jorge. Em maior número na estação Carrão, ao avistarem os são-paulinos, que estavam indo para a partida do time no Pacaembu, os alvinegros partiram para cima e fizeram grande tumulto no vagão. Até o início da madrugada todos os 42 torcedores corintianos ainda estavam detidos, pois foi feito um Boletim de Ocorrência para cada um.

Durante a semana, o Ministério Público solicitou que o clássico deste domingo, entre Palmeiras e Corinthians, no Allianz Parque, não tivesse a presença da torcida visitante, por se tratar de um jogo de alto risco de briga entre as torcidas. A Federação Paulista de Futebol acatou o pedido, mas depois recuou após pressão do time do Parque São Jorge, que conseguiu ter a cota de 1.800 ingressos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.