Corintianos: filantropia com o 13º salário

A garantia do pagamento da primeira parcela do 13.º e do próprio salário de novembro, nesta sexta-feira, animou os jogadores do Corinthians. E os atletas têm muitos planos para investir o dinheiro. Desde ajuda a entidades filantrópicas, crianças carentes e familiares à realização de sonhos pessoais.O mais empolgado no clube é o lateral-direito Rogério. Antes mesmo de o dinheiro cair na conta, ele fez sua grande ação do ano. Com uma campanha interna conseguiu a contribuição de César, Gil e Vampeta, arrecadando dinheiro suficiente para evitar o despejo e o fechamento da Cotic, entidade destinada ao tratamento e amparo de deficientes físicos abandonados pelos pais, que fica no Horto Florestal. Rogério sempre ajudou pessoas carentes e em 2002 conheceu e ficou comovido com a Cotic. Desde então, prontificou-se a ajudar.Os proprietários queriam vender a casa onde fica localizada a entidade, por R$ 150 mil. ?Houve doações, por volta de R$ 30 mil. Mas conversei com o Gil, o César e o Vampeta e tudo será resolvido e vamos comprar a casa?, disse.O meia Renato fará a alegria das crianças do Jardim Clementino, em Taboão da Serra, onde nasceu e foi criado. Com o dinheiro do 13º vai comprar brinquedos para distribuir. ?Se não viesse, iria pegar uma reserva que tenho para comprar. Neste Natal vou distribuir brinquedos nos faróis, para crianças de rua, quero paz, amor e alegria?, afirmou o jogador, sem esconder o largo sorriso. A felicidade está ligada ao fato de o técnico Juninho Fonseca tê-lo firmado no time. Com a volta de Fabrício, Renato temia perder a posição. Jamelli foi o sacrificado. ?Passei boa parte do ano frustrado, irritado por não jogar. Agora espero mostrar serviço para no ano que vem continuar tendo oportunidades?, ponderou Renato, com contrato até setembro de 2005.Outro feliz da vida é o garoto Jô. Com a contusão de Gil, ele terá nova chance entre os titulares, diante do Paraná, sábado, no Pacaembu. Quer mostrar trabalho para convencer o técnico dos juniores, que tem chances de ser o titular na Taça São Paulo de Juniores, em janeiro.O zagueiro Anderson já está pensando no casamento com Débora, no meio do ano de 2004. ?Vou aproveitar o 13º para dar entrada no nosso apartamento?, disse o zagueiro, que terá Betão como companheiro na defesa. Marquinhos está suspenso. O jogador quer estar ?inteiro? no ano que vem. Para isso, passará por cirurgia de adenóide e amídalas, no dia 15, após o encerramento do Brasileiro.O meia Renato também pode sofrer operação. O jogador sente dores no púbis há algum tempo e, caso não se recupere nas férias, optará pela cirurgia. ?Vou conversar com o doutor (Flávio Faloppa), é uma dor forte, que incomoda.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.