Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corintianos já comemoram os dois pontos

Todo o imbróglio jurídico que se formou em torno dos pontos pleiteados pelo Corinthians foi muito bem-vindo pelos jogadores. E dois motivos explicam a satisfação do grupo. O primeiro é matemático. Para um time carente de pontos, a possibilidade de somar dois que já eram dados como perdidos e, assim, subir na classificação do Campeonato Brasileiro (trocaria a 10.ª pela sétima posição), é sempre motivo de satisfação. O segundo é a chance de, finalmente, ter um outro assunto para tratar. Atualmente, os corintianos fazem o que podem para não precisar responder a pergunta básica: "o que acontece com o time?" A informação deixou os atletas animados. A maioria, embora não se pronuncie publicamente, já dá como perdida a chance de disputar o título. Após os dois empates seguidos (2 a 2 com o Paysandu e 0 a 0 diante do Vasco) preferem concentrar forças para ficar entre os classificados para a Taça Libertadores da América de 2004. "É uma boa chance de recuperarmos os pontos que deixamos de ganhar na última rodada", afirmou o volante Fabrício sobre o empate de ontem frente os cariocas. O atleta, com entorse no tornozelo, será um dos três desfalques do técnico Geninho para a partida de domingo, contra o Internacional, novamente em casa. O atacante Gil e o meia André Luiz também se recuperam de contusão. Ambos tiveram lesão na coxa esquerda. Ameaça - Se nos tribunais a situação é otimista, o mesmo não pode ser dito do relacionamento de Geninho com a torcida. Na quarta-feira os protestos foram intensos. A expectativa é de que manifestações pró-demissão sejam realizadas no domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.