Corintianos lamentam o primeiro tempo

O técnico do Corinthians, Geninho, lamentou o gol levado pela sua equipe no primeiro minuto de jogo, mas considerou o empate por um gol contra o Paraná, um bom resultado pelas circunstâncias. "O gol deu intranqüilidade para nossa equipe, mas conversamos no intervalo e crescemos na partida", afirmou o treinador. Segundo ele, a entrada de um homem para armação melhorou a equipe e a deixou mais perto de uma vitória. "O time evoluiu bastante no segundo tempo e faltou pouco para ganharmos", disse, referindo-se à entrada do meia Jamelli no lugar de Betão. O goleiro Rubinho também considerou o empate um bom resultado, mas comentou o fato da equipe ter melhorado apenas na etapa final, deixando de pressionar os paranaenses no primeiro tempo. "Nós deveríamos ter jogado da mesma forma que no segundo tempo, quando mostramos mais força e criamos as melhores chances. Mesmo assim podemos considerar esse empate bom, pois corremos atrás do resultado", afirmou. A mesma opinião é dividida com o atacante Gil. Segundo ele, a equipe voltou mais forte na etapa final e poderia voltar com a vitória. "No início do jogo o Paraná criou as melhores oportunidades, quando marcou o gol e nosso time não esteve tão bem. Mesmo assim, nos recuperamos no segundo tempo e estivemos mais ligados no jogo.? O volante do Paraná, Fernando Miguel, creditou o empate à mudança tática implantada pelo técnico Geninho. "O Corinthians voltou diferente no segundo tempo, além disso, nossa equipe recuou e permitiu o crescimento do adversário."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.