Alex Silva/ Estadão
Alex Silva/ Estadão

Corintianos pedem e concentração é antecipada para sexta

Desejo dos atletas surpreendem comissão técnica do clube

RAPHAEL RAMOS, Estadão Conteúdo

17 de abril de 2015 | 19h08

Preocupados com o desgaste físico após o empate por 0 a 0 com o San Lorenzo, quinta-feira, pela Copa Libertadores, e o pouco tempo de recuperação que terão até a semifinal do Campeonato Paulista, domingo, contra o Palmeiras, os jogadores do Corinthians pediram para o técnico Tite para dormirem no CT do Parque Ecológico nesta sexta-feira. O pedido, inédito, para antecipar a concentração surpreendeu a comissão técnica.

"Não é nada impositivo, jogador pensa, não é cavalo para sair correndo para tudo o que é lado. Eles falaram que queriam concentrar. É para ver o nível de consciência dos atletas do Corinthians", disse o preparador físico Fábio Mahseredjian.

O último treino preparatório para o clássico, que estava programado para a manhã de sábado, foi adiado para o período da tarde, às 16h. Assim, os jogadores poderão dormir até mais tarde. "O sono é o maior fator para a recuperação dos atletas. O ideal é dormir bastante, mesmo que atrase o café da manhã", explicou o fisiologista Antônio Carlos Fedato Filho.

Os preparativos para o jogo com o Palmeiras começaram na madrugada desta sexta-feira, quando os jogadores foram orientados a comer macarrão ainda nos vestiários do Itaquerão, após a partida com o San Lorenzo. "Todos os jogadores que começaram jogando receberam uma quentinha com espaguete a bolonhesa para aumentar ingestão de carboidrato", disse Mahseredjian. "Você precisa de 72 horas para repor suas reservas energéticas, que são os carboidratos. Vamos ter, até domingo, apenas 66 horas de intervalo entre dois jogos. Por isso, estamos buscando estratégias diferentes para encher o tanque do atleta."

Tite ainda definiu qual time vai escalar no domingo. O treinador só vai saber quais jogadores terão condições de jogo neste sábado, após os atletas passarem por exames que detectam o nível de desgaste físico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.