Corintianos só pensam no Cianorte

A vitória sobre o Guarani encheu o Corinthians de moral para enfrentar o Cianorte, pela Copa do Brasil. O bom desempenho da equipe deixou o elenco animado para o jogo mais importante do ano - tem de vencer por quatro gols para se classificar, sem a necessidade dos pênaltis. Apenas o técnico Daniel Passarella teve o cuidado de fazer um alerta, diante da euforia do grupo. "O time melhorou muito e poderia ter vencido até por 5 a 1, não fossem as boas defesas do goleiro", comentou. "Mas não podemos esquecer que antes do Cianorte temos o jogo de domingo (contra o Ituano, no Pacaembu). Depois, vamos pensar no Cianorte." Inútil o esforço do chefe. No vestiário corintiano, só se falou do Cianorte. A começar pelo capitão Anderson, que não poderá jogar na quarta-feira, pois foi expulso na primeira partida, no Paraná. "É o jogo mais importante do semestre. E o Corinthians já mostrou que está se acertando e que pode alcançar o seu objetivo", opinou. "Não é fácil, mas a evolução da equipe nos permite acreditar." PREPARAÇÃO - Passarella admitiu que deve continuar preservando alguns titulares para o jogo contra o Cianorte. O treinador, porém, ainda não tem como definir quem enfrentará o Ituano, no domingo, e quem será poupado. Antes de tomar a decisão, ele quer um relatório completo dos preparadores físicos e dos fisiologistas sobre o desgaste ocorrido no jogo de hoje, disputado sob uma temperatura alta, que chegou aos 32 graus, em Campinas. "Antes, preciso ter em mãos dados sobre o desgaste de hoje. E também quero saber amanhã quem se recuperou melhor do desgaste. Só depois disso vou começar a pensar na escalação do time".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.