Corintianos topam ver final da Libertadores até na torcida do Boca Juniors

Torcedores compraram ingressos para ficar no local reservado aos adversários. Recomendação é ser discreto

Ciro Campos, estadão.com.br

26 de junho de 2012 | 17h31

SÃO PAULO - Um grupo de corintianos vai estar proibido de torcer, gritar ou usar a camisa do time no estádio la Bombonera durante a primeira partida da final da Copa Libertadores, nesta quarta-feira, em Buenos Aires.

Eles se dispuseram a assumir o risco e adquiriram ingressos para ficar na torcida do Boca Juniors, adversário do Corinthians na decisão. A compra foi feita com a condição de assinar um termo de compromisso de não se manifestar ao longo do jogo, por questões de segurança.

Segundo o gerente comercial de uma agência de turismo, Guilherme Peterle, o acordo foi costurado com a polícia argentina e cerca de 30 corintianos vão ter de encarar a dura missão de despitarem para qual time torcem para poder acompanhar a final.

Eles pagaram entre R$ 913 e R$ 1,1 mil para ter direito ao ingresso e o transporte ao estádio. "A gente estima que pelo menos 5 mil corintianos já estejam em Buenos Aires", afirmou. A carga de ingressos destinada a torcida do Corinthians é de 2.450.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.