Reprodução/Coritiba
Reprodução/Coritiba

Coritiba anuncia demissão do técnico René Simões

Treinador não resiste à derrota para o Cruzeiro e perde o emprego; time está na zona de rebaixamento

AE, Agencia Estado

09 de agosto de 2009 | 21h28

O técnico René Simões não resistiu à derrota do Coritiba para o Cruzeiro, por 3 a 1, neste domingo, e foi demitido do cargo. A informação foi confirmada pelo presidente do clube, Jair Cirino, após a partida disputada na capital paranaense. Simões se tornou o 14.º técnico a cair neste Brasileirão.

 

Veja também:

linkCruzeiro se reabilita e derrota Coritiba fora de casa

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Em entrevista coletiva, o dirigente explicou a demissão do treinador. "Estamos a uma rodada do término da primeiro turno e lamentavelmente tenho percebido que o Coritiba tem permanecido ou na zona de rebaixamento, ou próxima dela, e nunca longe dela", justificou. "Isso me preocupa. E quando os resultados não aparecem é preciso tomar uma atitude", completou.

Cirino também elogiou o trabalho de Simões e disse que o clube já deverá ter um novo técnico para o próximo jogo do Brasileirão, contra o Fluminense, domingo, no Rio de Janeiro.

"Apesar desta situação, o momento é de tranquilidade no clube. Amanhã [segunda-feira] vamos procurar um novo técnico e, se possível, ele deverá assistir ao jogo de quinta-feira, na estreia do time na Copa Sul-Americana [contra o Vitória, no Barradão]. E deve assumir o time para atuar já na última rodada do primeiro turno".

Esta foi a segunda passagem de René Simões pelo Coritiba. Em 2007, o treinador comandou o time na conquista do Campeonato Brasileiro da Série B. Neste ano, Simões chegou ao clube no final de abril, na vaga de Ivo Wortmann, e comandou o time desde o início do Brasileirão.

Com a derrota deste domingo, o Coritiba ficou na 18.ª posição da tabela, com 16 pontos, dentro da zona de rebaixamento. No campeonato, o time conquistou apenas quatro vitórias, além de seis empates e oito derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.