Coritiba confirma boa campanha em casa e bate Cruzeiro

Derrota por 2 a 1 afunda o time mineiro, que está próximo da zona de rebaixamento

Evandro Fadel, Agência Estado

21 de setembro de 2011 | 22h47

CURITIBA - O Coritiba confirmou o bom aproveitamento no estádio Couto Pereira, em Curitiba, e venceu o Cruzeiro por 2 a 1, nesta quarta-feira, em um jogo bastante nervoso, em que os jogadores chegaram a trocar empurrões no meio de campo, aos 30 minutos do segundo tempo. O resultado deixou o time mineiro com 29 pontos, nas proximidades da zona de rebaixamento, enquanto que o paranaense, com 36, reforçou ainda mais a pretensão de chegar entre os classificados para a Taça Libertadores da América.

Com a torcida a favor, o Coritiba foi para cima do Cruzeiro logo no início do jogo e criou duas boas oportunidades aos 4 e aos 5 minutos. Luccas Claro e Bill chegaram livres diante do goleiro Fábio, mas ambos tocaram a bola para fora. Com controle das ações em campo, o Coritiba forçava o Cruzeiro a se postar na defesa, mas mesmo assim ainda conseguia chegar com perigo, exigindo bastante do goleiro. O time mineiro dificilmente avançava ao ataque e, quando o fazia, a defesa adversária cortava facilmente as ofensivas.

De tanto insistir, o Coritiba chegou ao gol aos 22 minutos. Léo Gago cruzou para a área, Fábio rebateu e a bola caiu nos pés de Marcos Aurélio que, de fora da área, mandou para as redes. "Eu soquei a bola, o cara veio no meu corpo, tem que dar falta", reclamou o goleiro. Depois do gol, o Cruzeiro decidiu partir para o ataque, mas não conseguia armar jogadas mais agudas, devido à boa marcação imprimida pelos coritibanos. "Tem que marcar forte, a gente sabe de nossa força aqui", acentuou Rafinha.

O Cruzeiro voltou com três atacantes para o segundo tempo, com a entrada de Bobô no lugar do lateral-direito Gil Bahia. No entanto, o Coritiba continuava tendo a iniciativa das jogadas de ataque. E chegou ao segundo gol aos 13 minutos. Everton Costa tocou a bola para Bill, que passou com facilidade pelo marcador e tirou do alcance do goleiro.

Sete minutos depois, o Cruzeiro descontou. Em cobrança de escanteio, o goleiro Vanderlei saiu mal e permitiu que Bobô subisse para cabecear. O time mineiro cresceu no jogo e passou a pressionar, mas o Coritiba soube segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 2 x 1 CRUZEIRO

Coritiba - Vanderlei; Jonas, Luccas Claro, Emerson e Eltinho; Leandro Donizete, Léo Gago (Willian), Tcheco e Rafinha (Everton Costa); Marcos Aurélio (Anderson Aquino) e Bill. Técnico: Marcelo Oliveira

Cruzeiro - Fábio; Gil Bahia (Bobô), Léo, Victorino e Everton; Fabrício, Marquinhos Paraná, Montillo e Leandro Guerreiro (Sandro Manoel); Ortigoza (Bruninho) e Elber. Técnico: Émerson Ávila

Gols - Marcos Aurélio, aos 22 minutos do primeiro tempo; Bill, aos 13, e Bobô, aos 20 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - Léo Gago e Everton Costa (Coritiba); Fabrício, Léo e Everton (Cruzeiro)

Árbitro - André Luiz de Freitas Castro (GO)

Renda - R$ 216.740,00

Público - 17.766 pagantes

Local - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.