Coritiba: Conselho proclama Tico Fontoura

O Conselho de Administração do Coritiba determinou hoje que o empresário José Antonio Fontoura, conhecido como Tico Fontoura, assuma a presidência da Diretoria Executiva no dia 5 de janeiro. A decisão foi tomada após analisar um recurso da chapa comandada por Fontoura, que questionava os votos dos nove membros da diretoria. Pelos estatutos do clube é preciso licenciar-se de cargos executivos para ter direito a voto. O atual presidente Giovani Gionédis conseguiu a reeleição no último dia 5 pela diferença de apenas um voto. O Conselho de Administração não reconheceu como autêntico um documento que demonstraria que os membros da Diretoria Executiva teriam se licenciado no próprio dia 5. Em razão disso, os nove votos foram considerados nulos. Assim Fontoura foi proclamado vitorioso com oito votos de diferença. Gionédis estava hoje em São Paulo e só deve se pronunciar na próxima semana. Como as instâncias administrativas foram esgotadas, qualquer possível recurso deve ser impetrado na Justiça Comum. Com o novo quadro que se desenha para o time que foi rebaixado para a Série B, as negociações visando encontrar parceiros e patrocinadores ficam paradas. Afinal, até o dia 5 a presidência é de Gionédis. "Mas já vamos iniciar um trabalho interno do grupo", disse Fontoura. O técnico Márcio Araújo, que tinha acertado a permanência para o próximo ano, pode ser mantido. "Em princípio, o Márcio é uma pessoa que me agrada. Vamos analisar, mas existe boas possibilidades de que ele fique", acentuou.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2005 | 17h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.