Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Coritiba demite Marquinhos Santos e anuncia Ney Franco

Brasileirão 2015 já soma 6 demissões de técnico em 6 rodadas

Estadão Conteúdo

08 de junho de 2015 | 13h29

O Coritiba anunciou oficialmente, no final da manhã desta segunda-feira, a demissão do técnico Marquinhos Santos, que não resistiu ao mal momento vivido pelo time neste início de Campeonato Brasileiro, no qual ocupa a 18ª colocação. E a diretoria do clube também confirmou a contratação de Ney Franco como substituto para o cargo.

Marquinhos Santos acabou demitido após acumular cinco derrotas e uma vitória em seis jogos neste Brasileirão. Ele estava no comando da equipe paranaense desde agosto de 2014, depois de já ter dirigido o time também em 2012 e 2013.

"Após passagem entre 2012 e 2013, Marquinhos Santos voltou ao clube em agosto de 2014 e comandou a equipe por 21 rodadas do Brasileirão alcançando o objetivo daquele momento, que era manter o clube na Série A do Brasileiro. Teve seu contrato estendido no início deste ano, conforme planejamento traçado pelo Departamento de Futebol do clube", destacou o Coritiba, na nota oficial que divulgou nesta segunda.

Em seguida, a diretoria do clube destacou o histórico de Ney Franco na equipe, onde teve passagem vitoriosa, antes de dirigir a seleção brasileira sub-20, o São Paulo, o Vitória e o Flamengo. "Já Ney Franco passou pelo Coxa entre os anos de 2009 e 2010, comandando o time em 82 jogos. Conquistou o Campeonato Brasileiro da Série B e o Paranaense de 2010. A Diretoria Administrativa do clube agradece a dedicação e o empenho do treinador Marquinhos Santos pelos meses de trabalho e dedicação junto ao projeto alviverde", encerrou o Coritiba em seu comunicado.

Ney Franco irá estrear no comando do Coritiba no próximo sábado, quando o time irá enfrentar o Flamengo, às 16h30, no Couto Pereira, pela sétima rodada do Brasileirão. Marquinhos Santos, por sinal, foi o sexto técnico demitido após seis rodadas disputadas nesta edição da competição nacional. Os outros cinco foram Luiz Felipe Scolari (Grêmio), Cristóvão Borges (Fluminense), Vanderlei Luxemburgo (Flamengo), Marcelo Oliveira (Cruzeiro) e Hemerson Maria (Joinville).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.