Coritiba e Botafogo pela reabilitação

O Coritiba tenta neste domingo, diante da sua torcida, no estádio Couto Pereira, contra o Botafogo, apagar a má impressão deixada no último final de semana, quando perdeu o clássico para o time reserva do Atlético-PR por 1 a 0. Após o vexame, a diretoria e os torcedores exigiram do técnico Cuca e dos atletas uma vitória contra o alvinegro carioca.O técnico Cuca chegou a balançar e como resposta, resolveu mexer na equipe. Ele volta a escalar o volante Reginaldo Nascimento entre os titulares e acredita em uma melhora do passe no meio de campo. Nascimento, que amargou a reserva jogando na defesa, quer aproveitar mais essa chance. "Sempre sinto prazer em jogar pelo Coritiba, em qualquer situação, principalmente no meio, que é minha posição favorita", disse.Vencer jogando bem é secundário no Botafogo. No momento, o maior interesse do time é superar oCoritiba mesmo apresentando um futebol de quinta categoria. A explicação é clara: comissão técnica e jogadores querem acabar com um jejum que incomoda a todos: são quatro rodadas sem vitória.O Botafogo ainda sonha em conquistar o título do Campeonato Brasileiro e, para tanto, tem de começar a reagir. Caso contrário, o time alvinegro se distanciará dos primeiros colocados e lutará, no máximo, por uma vaga na Copa Sul-Americana.O clima não é de pessimismo em General Severiano. Jogador de cabeça baixa e olhar perdido não é admitido no grupo. Aliás, confiança é a palavra-chave para o clube dar a volta por cima no Brasileiro. "O Botafogo já mostrou que tem qualidades", declarou o zagueiro Scheidt.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.