Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Coritiba e Cruzeiro ficam no empate

Coritiba (49 pontos) e Cruzeiro (47 pontos) deram uma boa demonstração nesta quarta-feira à noite, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), do porquê estão no setor intermediário da tabela de classificação. O empate por 1 a 1 foi o resultado de um jogo amarrado e chato, em que o Coritiba teve apenas 15 minutos de bom futebol. No restante do tempo faltou inspiração para ambos, que tiveram de se contentar com apenas um ponto e a distância cada vez maior dos líderes da competição.Apesar de estar atuando em casa, o Coritiba demorou para entrar no jogo, entregando-se à marcação cruzeirense, que se mantinha tímido em campo, chegando pouco à frente. Um pouco nervosos, os jogadores da casa erravam muitos passes, lançamentos e finalizações. O lateral-esquerdo Adriano era o jogador mais consciente e foi dele o início da jogada que resultou no gol aos 24 minutos, marcado por Tuta.O gol trouxe também a tranqüilidade e o Coritiba passou a acertar as jogadas, não deixando o Cruzeiro trabalhar a bola para partir ao contra-ataque. Os coritibanos pressionavam. Nas arquibancadas era só festa. Até que o zagueiro Flávio resolveu atrasar uma bola para Fernando e a deu de presente para Jussiê empatar aos 40 minutos. Imediatamente, a festa transformou-se em vaias.O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com a mesma disposição de anular as jogadas coritibanas. E foi feliz, apesar de também não conseguir sair para o ataque. Com isso, o jogo foi se arrastando oferecendo à torcida um espetáculo com poucas emoções. A melhor dela aos 32 minutos, quando Tuta cabeceou e Edu Dracena salvou na linha do gol.*Por motivos técnicos esta matéria foi incluída no sistema com atraso

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.