Divulgação
Divulgação

Coritiba empata com a Portuguesa por 1 a 1 com gol no fim do jogo

Atacante Bill garantiu o resultado no Couto Pereira aos 49 minutos do segundo tempo

JÚLIO CÉSAR LIMA, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 23h26

CURITIBA - Com um gol nos acréscimos em impedimento e com um homem a mais desde o início do segundo tempo, o Coritiba conseguiu arrancar um empate contra a Portuguesa por 1 a 1, nesta quarta-feira, jogando em casa, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se manteve no G-4 com 24 pontos. Já a equipe paulista, com 13, permaneceu na zona de rebaixamento. O gol dos visitantes foi marcado por Gilberto, aos 13 minutos do segundo tempo, e Bill empatou aos 49.

O Coritiba começou a partida usando a velocidade pelas pontas e em menos de dez minutos já havia chegado ao gol de Lauro duas vezes. Em uma delas, aos 9, Robinho cobrou uma falta perigosa e quase abriu o placar. Já a Portuguesa, que optava pelos contra-ataques, via o time paranaense chegar com perigo pela direita, principalmente com Victor Ferraz, mas com o passar do tempo a equipe da casa foi perdendo a força pelas laterais, os alas erravam os cruzamentos e facilitavam o trabalho da defesa paulistana.

A Portuguesa chegou ao ataque somente aos 17 minutos, quando Diogo virou sobre a zaga e obrigou Vanderlei a fazer uma difícil defesa. O Coritiba mantinha a posse de bola, mas as jogadas não tinham conclusão com qualidade. Sem Alex e Lincoln, suas principais peças de armação, o time não conseguia articular jogadas com o seu ataque.

No final do primeiro tempo, porém, a Portuguesa, que abusava das faltas no campo de defesa, perdeu o zagueiro Moisés Moura, expulso após entrar de forma violenta em Zé Rafael. Com um homem a menos, o técnico Guto Ferreira trocou o meia argentino Cañete pelo zagueiro Diego Augusto para manter a linha defensiva. O Coritiba manteve a mesma formação e continuou sem criatividade no meio de campo.

O time da casa insistia nas jogadas pela direita. Aos 10 minutos, Gil cruzou uma bola para Bill, que chutou com perigo para o gol de Lauro. Fechada, a Portuguesa apostava nos contra-ataques e aos 13 Victor Ferraz perdeu uma bola no ataque, Diogo avançou e tocou para Gilberto, que aproveitou uma falha de Leandro Almeida e tocou no canto esquerdo de Vanderlei.

O gol deixou o Coritiba mais ofensivo, mas de forma desordenada. Aos 25 minutos, porém, Lauro mostrou porque tem sido um dos destaques da Portuguesa ao defender um chute de Zé Rafael na pequena área e, na rebatida, disputou uma bola com Bill e salvou a equipe paulista do gol de empate.

O time alviverde se mantinha no campo de ataque, mas com o passar do tempo mostrava mais nervosismo e os jogadores não guardavam mais posições. Além disso, os cruzamentos paravam nas mãos de Lauro ou iam para a linha de fundo.

A Portuguesa teve a chance de matar o jogo aos 47 minutos, com Correia, que sozinho chutou nas mãos de Vanderlei. O castigo chegou aos 49, com Bill, em posição duvidosa, que após uma rebatida mal feita pela defesa adversária chutou sem chances para Lauro.

O goleiro Vanderlei lamentou o resultado. "Não podemos levar gol com um jogador a mais em campo, mas felizmente em um bate rebate conseguimos o gol. A gente fica triste pelo resultado", concluiu.

CORITIBA 1 x 1 PORTUGUESA

CORITIBA - Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida (Emerson), Chico e Diogo; Sergio Manoel (Luizinho), Robinho, Gil e Zé Rafael; Deivid (Arthur) e Bill. Técnico: Marquinhos Santos.

PORTUGUESA - Lauro; Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Jean Mota; Ferdinando, William Arão, Cañete (Diego Augusto) e Bruno Henrique; Diogo (Correia) e Gilberto (Neilson). Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Gilberto, aos 13, e Bill, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Zé Rafael, Bill e Gil (Coritiba); Lauro, Gilberto, Diogo e Cañete (Portuguesa).

CARTÃO VERMELHO - Moisés Moura (Portuguesa).

ÁRBITRO - Arilson Bispo da Anunciação (BA).

RENDA - R$ 144.049,00.

PÚBLICO - 10.272 pagantes.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCoritibaPortuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.