Coritiba goleia e Figueirense é vice-líder da Série B

América-MG e Bahia fecham o grupo de classificação para a elite; Sport Recife e Portuguesa encostaram

AE, Agência Estado

20 de outubro de 2010 | 00h09

Com mais uma goleada, o Coritiba se manteve isolado na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B, que teve toda a sua 30.ª rodada disputada nesta terça-feira. O time paranaense enfiou 5 a 1 no Vila Nova, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, chegando aos 59 pontos. Tem quatro na frente do Figueirense, que em casa venceu por 1 a 0 o Bahia, ainda em quarto lugar, com 52 pontos.

Veja também:

SÉRIE B - tabelaClassificação | listaCalendário/resultados

Como era esperado, o Coritiba não teve dificuldades para vencer de novo, se reabilitando da derrota para o Sport, na rodada anterior, no Recife. Seus gols foram marcados por Léo Gago, Triguinho, Leonardo, Fabinho Capixaba e Pereira. Para o Vila Nova marcou Bruno Lopes, de pênalti. O time goiano continua com 35 pontos, em 16.º lugar, perto da zona de rebaixamento.

Em Florianópolis, o Figueirense jogou bem melhor, mas só marcou um gol sobre o Bahia para ganhar por 1 a 0, na briga direta pelo acesso. O gol foi de Roberto Firmino. O time catarinense ficou com 55 pontos. Em Sete Lagoas (MG), o América-MG foi surpreendido pelo ASA por 3 a 1, mas mesmo assim ainda continua no G-4, com 52 pontos, agora em terceiro lugar. Ciel marcou dois gols alagoanos, ambos de pênalti, e Medina completou, enquanto Micão diminuiu de cabeça para os mineiros. O ASA, com cinco vitórias seguidas, já soma 44 pontos, na oitava colocação.

Dois times se aproximaram do G-4 com vitórias fora de casa. O Sport bateu o Duque de Caxias por 3 a 1, em São Januário, no Rio de Janeiro. Os gols foram marcados por Wilson, Dada e Ciro, com Geovane Maranhão diminuindo para o time fluminense, ainda com 42 pontos, em nono lugar. O Sport está em quinto, com 49.

A Portuguesa também encostou no G-4 ao vencer o São Caetano por 3 a 1, no estádio Anacleto Campanella, na região do ABC paulista. Agora soma 46 pontos, em sexto lugar, enquanto o rival continua com 40, na 11.ª posição. Os gols foram de Zé Carlos, Malaquias e Marco Antônio, enquanto Ailton, de pênalti, anotou para o São Caetano.

A Ponte Preta perdeu pela segunda vez seguida - antes tinha caído diante do Ipatinga por 2 a 1. Agora decepcionou a sua torcida, caindo diante do Bragantino por 1 a 0, com gol de falta de Luciano Sorriso - a bola desviou na barreira. A Ponte Preta continua com 45 pontos, em sétimo, porém cada vez mais distante do G-4. O time de Bragança Paulista, com 40, fica mais longe da zona do rebaixamento.

No Vale do Paraíba, o Guaratinguetá encerrou a série de três derrotas ao empatar com o Icasa por 1 a 1, mesmo assim contando com a sorte. O empate saiu aos 44 minutos do segundo tempo com Danilo Santos. O time cearense tinha marcado com André Neles. O Guaratinguetá fica com 39 pontos, em 13.º lugar, enquanto que o Icasa, com 37, ocupa a 15.ª posição.

No Recife, o Náutico voltou a tropeçar, desta vez diante do Paraná por 4 a 1. O clube pernambucano continua com 37 pontos, em 14.º, enquanto que o clube paranaense, com sua terceira vitória seguida, já tem 42, em décimo. Wanderson, de cabeça, Rodrigo Pimpão (2 vezes) e Somália anotaram os gols paranistas, enquanto Ramirez fez o gol de honra dos pernambucanos.

Na briga contra o rebaixamento, o Brasiliense venceu, suado, o Ipatinga por 1 a 0, com gol de Erivelton. O clube candango quebrou um jejum de oito rodadas sem vitórias, interrompendo a série de quatro vitórias do time mineiro, que continua na zona do rebaixamento, em 18.º lugar, com 30 pontos. A equipe do Distrito Federal, com 31, está em 17.º, também na zona de degola. Esta foi a primeira vitória do Brasiliense sobre o comando do técnico Andrade, ex-Flamengo, agora mantido no cargo.

Na briga direta contra a degola, o lanterna América-RN venceu o Santo André por 2 a 0, em Natal, com gols de Berg e Roni Dias - ambos têm 29 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.