Coritiba goleia e instala crise no Flamengo

Equipe paranaense supera o adversário em casa por 5 a 0 e o técnico Cuca fica com o cargo ameaçado

Evandro Fadel, Agencia Estado

14 de junho de 2009 | 18h12

O Coritiba conseguiu neste domingo a sua primeira vitória no Brasileirão. E foi em grande estilo: goleou o Flamengo por 5 a 0, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. A segunda derrota seguida no campeonato (após os 4 a 2 para o Sport) instalou de vez a crise no clube carioca, ameaçando o cargo do técnico Cuca.

Veja também:

linkDiretoria do Fla garante Cuca e promete 'medidas duras'

especialVisite o canal especial do Brasileirão

especialJogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Mesmo com o atacante Adriano em campo, o Flamengo foi uma presa fácil no jogo deste domingo, ficando com sete pontos no Brasileirão. Já o Coritiba, que tinha perdido quatro dos cinco jogos disputados até então, conseguiu deixar a lanterna do campeonato, agora com quatro pontos somados.

"Quem quiser colocar na minha conta pode colocar, peço desculpas, saio de cabeça baixa, humilhado e ferido", disse o goleiro Bruno, do Flamengo, que levou nove gols nos últimos dois jogos. Neste domingo, porém, os gols do Coritiba saíram quase todos em falhas do sistema defensivo flamenguista.

O jogo começou muito nervoso, com os jogadores, principalmente do Coritiba, abusando das faltas. Mas, logo aos 7 minutos, o lateral Rodrigo Heffner fez boa jogada sobre Juan e cruzou rasteiro para a área. Desesperado, o zagueiro Wellington mandou a bola para seu próprio gol: Coritiba 1 a 0.

Depois do gol, o Flamengo passou a marcar melhor no meio-de-campo. Mas não conseguiu levar perigo ao adversário - Adriano praticamente não tocou na bola durante todo o jogo. Assim, já aos 41 minutos, o Coritiba conseguiu ampliar, com um chute do atacante Marcos Aurélio, que passou entre as pernas de Bruno.

Tão logo iniciou o segundo tempo, Bruno Batata, que havia entrado no intervalo, recebeu a bola livre dentro da área e marcou o terceiro. Assim, com o gol aos 20 segundos, o Coritiba impediu qualquer reação flamenguista. Depois disso, o time paranaense tratou de administrar a enorme vantagem no placar.

E, aproveitando-se de novos erros da defesa flamenguista, o Coritiba ampliou. Aos 16 minutos, Renatinho chutou, Bruno rebateu para o meio da área e Bruno Batata não teve trabalho para marcar o quarto. A mesma coisa aconteceu aos 30, quando o goleiro rebateu uma falta novamente para dentro da área, onde Leozinho esperava para fazer 5 a 0.

CORITIBA 5 X 0 FLAMENGO

Coritiba - Vanderlei; Cleiton, Rodrigo Mancha e Felipe; Rodrigo Heffner, Leandro Donizete, Pedro Ken (Jailton), Renatinho e Guaru (Leozinho); Marcos Aurélio (Bruno Batata) e Ariel. Técnico - René Simões.

Flamengo - Bruno; Aírton, Wellington e Ronaldo Angelim; Everton Silva, Toró, Ibson, Everton e Juan (Aleilson); Josiel (Fierro) e Adriano. Técnico - Cuca.

Gols - Wellington (contra), aos 7, e Marcos Aurélio, aos 42 minutos do primeiro tempo; Bruno Batata, aos 20 segundos e aos 16 minutos, e Leozinho, aos 30 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP).

Cartões amarelos - Ariel, Leandro Donizete, Rodrigo Heffner, Felipe, Leozinho, Juan e Everton Silva.

Cartões vermelhos - Ariel e Felipe (Coritiba); Airton (Flamengo).

Renda - R$ 334.760,00.

Público - 20.623 pagantes.

Local - Estádio Couto Pereira, em Curitiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.