Coritiba pega Grêmio e confia no entrosamento

Renato Gaúcho deve repetir a equipe que eliminou o Corinthians na última quarta-feira

O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2013 | 08h00

CURITIBA - O Coritiba foi eliminado da Copa Sul-Americana na quinta-feira ao perder para o desconhecido Itagüi, mas não se abalou. Já estava com o jogo de hoje contra o Grêmio, às 18h30, no Couto Pereira, e por isso foi à Colômbia com um time reserva. Poupou os titulares para o confronto com o time gaúcho cujo, técnico, Renato Gaúcho, estuda repetir a equipe que eliminou o Corinthians na quarta-feira, pela Copa do Brasil. O time paranaense está em 14.º lugar no Brasileiro, com 37 pontos, e sofre com a ameaça de rebaixamento. O Grêmio, com 53, ainda acha possível ser campeão, apesar da distância para o líder Cruzeiro.

O técnico do Coritiba, Péricles Chamusca, aposta no entrosamento da equipe; "A ideia é essa, para que possamos ganhar na qualidade coletiva. Todo treinador quer essa continuidade. Em cima dessa formação, trabalhamos para termos uma melhor qualidade de jogo".

Chamusca deverá manter Carlinhos na ala esquerda. Já o atacante Deivid deve compor o banco de reservas. Após um período de recuperação por causa de uma lesão, o atleta voltou a treinar com bola e pode ser uma novidade no grupo. O Grêmio viajou para Curitiba com todos os jogadores disponíveis. Renato deu indícios de que escalará os titulares, mas pode mudar de ideia se ouvir jogadores como o volante Souza.

"O desgaste é grande. Estou morto de cansado. É claro que se ele quiser o mesmo time, vamos jogar. Mas a inteligência dele deve fazer poupar alguns jogadores. Não será de nada mal", disse o jogador. Na quarta, o Grêmio pega outro time paranaense, o Atlético, pela semifinal da Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCoritibaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.