Coritiba prega o "erro zero"

O Coritiba não quer deixar cair amotivação conseguida com a invencibilidade de sete partidas e aboa colocação na tabela de classificação. Por isso, colocou comoobjetivo o "erro zero" para sair com uma vitória da VilaBelmiro, onde joga contra o Santos, neste domingo, às 18 horas.Apesar da motivação que os jogadores santistas demonstraram apósa perda do título da Libertadores da América, o técnico PauloBonamigo acredita que eles devem ter ficado abatidos, o queseria um trunfo a mais para sua equipe. "A postura deles depois que terminou o jogo, aquela reza nocampo, mostrou que os jogadores estão mobilizados para oCampeonato Brasileiro", analisou. "Mas quem é jogador sabeque a frustração de uma conquista abate e dá maisresponsabilidade para a outra competição." Mas, em meio aelogios à equipe santista, Bonamigo entende que o Coritiba serávitorioso se for a equipe do "erro zero". "Ultimamente, oCoritiba tem se caracterizado por errar quase nada no jogo",disse. O técnico já determinou marcação especial sobre Diego eRobinho, que terão na cola Willians e Tcheco. Mas há umapreocupação para não esquecer o padrão de jogo apresentado atéagora, sobretudo na busca constante do ataque. "Tem que terpersonalidade, disciplina e, principalmente, organização",ensinou Bonamigo. Volante deslocado para a defesa, ReginaldoNascimento disse ter aprendido com o Boca Juniors como vencer oSantos. "O exemplo que o Boca deu foi a forte marcação e até umpouco de ousadia de seus atacantes. Se tocar com tabela vamosencontrar mais facilidade", disse.O Coritiba deve jogar com Fernando; Edinho Baiano, Odvan e ReginaldoNascimento; Jackson, Willians, Tcheco, Lima e Adriano; Marcel e Edu Salles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.