Twitter / Coritiba
Twitter / Coritiba

Coritiba quebra jejum na estreia de técnico e derruba série invicta do América-MG

Equipe paranaense sobe para o quinto lugar e volta a entrar na briga pelo G-4

Redação, Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2019 | 19h02

Na estreia do técnico Jorginho, o Coritiba quebrou um jejum de cinco jogos sem vitória - dois empates e três derrotas seguidas - ao vencer o América-MG por 2 a 1, neste sábado, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O Coritiba chegou aos 37 pontos e volta a brigar diretamente por uma vaga no G-4 - a zona de acesso. Mesmo porque tem um jogo a menos devido ao adiamento de seu compromisso contra o Cuiabá, no Mato Grosso, na rodada passada. Já começou vida nova após a saída de Umberto Louzer.

O América-MG estava invicto há 12 jogos, com quatro empates e oito vitórias, mas vê interrompida a sua campanha de recuperação. Com 35 pontos, ocupa uma posição intermediária na tabela de classificação.

Com boa presença de público, o time da casa começou mais ativo e animado com a estreia de seu técnico. Mas o visitante tentava equilibrar as ações no meio de campo, deixando realmente o jogo bem disputado. Destaque negativo para a arbitragem carioca de Marcelo de Lima Henrique. Ele teria deixado de marcar um pênalti para cada lado.

O primeiro seria para o América-MG, aos 14 minutos, quando Juan Alano segurou Ricardo Silva pela camisa. O segundo seria para o Coritiba, quando Rodrigão também foi puxado pela camisa, mas desta vez por Leandro Silva. O árbitro culpou o tênis que o estaria deixando desequilibrado, a ponto dele levar um tombo.

Aos 24 minutos, o jogo foi paralisado para a troca inusitada de calçado do árbitro. Tirou o tênis, colocou a chuteira. Na sequência, mesmo sem querer, ele participou do gol do Coritiba. Ele estava de costas e sofreu o choque casual de Júnior Viçosa, o que indica que o árbitro estava mal posicionado no lance. Mas a bola sobrou para Giovanni, que fez um lançamento de três dedos para Robson nas costas da defesa. O atacante não conseguiu dominar a bola, que saiu dos seus pés, porém o goleiro Airton escorregou ao sair do gol e a bola sobrou para o próprio atacante, livre e de frente para a meta, apenas completar às redes.

O América-MG sentiu o golpe e ainda perdeu o zagueiro Pedrão, machucado, aos 34 minutos. Em seu lugar entrou Lucas Kal. No ataque, só ameaçou duas vezes em chutes de longa distância de Júnior Viçosa.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, outro lance polêmico quando o árbitro anotou pênalti em uma eventual proteção do zagueiro Ricardo Silva em cima de Robson. Na cobrança, o zagueiro Sabino mostrou categoria, esperou o goleiro cair do lado esquerdo para bater rasteiro do outro.

O time mineiro não se acomodou e buscou o ataque. Aos 14 minutos, após levantamento na pequena área, Flávio dominou e se desequilibrou no momento da conclusão. Mesmo assim, levou perigo. Dois minutos depois, o América-MG diminuiu em uma cabeçada de Ricardo Silva após escanteio.

Aparentemente o Coritiba cansou e perdeu a posse de bola para o adversário. Jorginho ainda tentou vitalizar o time utilizando as suas três trocas, inclusive com a entrada do volante Serginho no lugar do meia-atacante Kelvin. O atacante Rodrigão, artilheiro da Série B com 11 gols, também saiu para a entrada do garoto de 18 anos Igor Jesus. Rodrigão não balança as redes há seis jogos, curtindo longo jejum.

O América-MG quase empatou aos 33 minutos, em uma cobrança de falta de João Paulo. Ele encobriu a barreira, porém Alex Muralha espalmou para escanteio. Na tentativa de fazer cera, o goleiro recebeu o cartão amarelo. Teve outra chance aos 47, após lançamento longo da esquerda que foi ajeitado por Felipe Azevedo na área. Ele bateu no alto, a bola resvalou no travessão e saiu.

O Coritiba agora só volta a campo no outro sábado, às 16h30, no clássico contra o Paraná, no campo do rival, o estádio Durival Britto, em Curitiba. O América-MG joga na sexta-feira em casa, no estádio Independência, em Belo Horizonte, contra o CRB, a partir das 19h15.


FICHA TÉCNICA

CORITIBA 2 x 1 AMÉRICA-MG

CORITIBA - Alex Muralha; Diogo Mateus, Romércio, Sabino e Patrick; Matheus Sales, Juan Alano e Giovanni (Welissol); Kelvin (Serginho), Robson e Rodrigão (Igor Jesus). Técnico: Jorginho.

AMÉRICA-MG - Airton; Leandro Silva, Pedrão (Lucas Kal), Ricardo Silva e João Paulo; Willian Maranhão (Geovane), Juninho e Flávio; Diego Ferreira (Felipe Azevedo), Matheusinho e Júnior Viçosa. Técnico: Felipe Conceição.

GOLS - Robson, aos 28 minutos do primeiro tempo; Sabino (pênalti), aos 3, e Ricardo Silva, aos 16 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Robson, Alex Muralha e Romércio (Coritiba); Ricardo Silva (América-MG).

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

RENDA - R$ 150.021,10.

PÚBLICO - 11.466 pagantes (12.101 no total).

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.