Divulgação/ Coritiba
Divulgação/ Coritiba

Coritiba reduz salários em 25% e suspende atividades das categorias de base

Clube também anunciou que entrou em acordo para que os pagamentos de março e abril tivessem um prazo maior

Redação, Estadao Conteudo

01 de maio de 2020 | 00h03

O Coritiba é mais um clube que decidiu reduzir os salários de atletas, comissão técnica e funcionários. Por meio de nota, comunicou o corte de 25% dos vencimentos, suspensão de contratos e até mesmo demissões. A base foi a mais afetada, pois todo o departamento teve seus contratos suspensos.

Além de reduzir os vencimentos dos atletas e comissão técnica em 25%, o que inclui o valor registrado na carteira de trabalho e os direitos de imagem, o Coritiba anunciou que entrou em acordo para que os pagamentos de março e abril tivessem um prazo maior.

Na parte administrativa, o clube afirmou que pagou normalmente os salários de março e abril, mas que a partir de maio usará a Medida Provisória 936. Quem continuar, terá redução salarial de 25% e quem teve contrato suspenso, receberá 30% do clube.

"O Departamento de Futebol também será gravemente afetado por todo esse cenário. Além de demissões, todo o quadro do futebol de base terá o contrato de trabalho suspenso, haja vista a indefinição sobre realização das competições", afirmou o clube.

As medidas foram tomadas por conta da "extensão do isolamento social" e da "perda drástica de receita, referente à bilheteria, sócios, patrocinadores e direitos de transmissão". O Coritiba termina o comunicado afirmando que continuará no aguardo do posicionamento das autoridades para o retorno dos treinos e competições.

"A extensão do isolamento social e todas as medidas relativas à suspensão das atividades e disputa dos campeonatos acarretaram em perda drástica de receita, referente à bilheteria, sócios, patrocinadores e direitos de transmissão. Além disso, é preciso planejar o retorno das atividades em uma realidade de reestruturação financeira", justifica.

Tudo o que sabemos sobre:
Coritibafutebolsaláriocoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.