Coritiba só empata com o Olímpia: 1 a 1

O Coritiba desperdiçou a chance de se recuperar da derrota na primeira partida da Libertadores e apenas empatou com o Olímpia, do Paraguai, por 1 a 1, na terça-feira, no estádio Couto Pereira, em Curitiba. O resultado deixa as duas equipes com apenas um ponto e um pouco mais longe da classificação. Capixaba marcou aos 20 minutos do primeiro tempo para o Coritiba, e Villalba aos 43, ainda no primeiro tempo empatou para o time paraguaio. A equipe da casa jogava à vontade e logo no primeiro minuto, Luiz Mário, um dos destaques do Coritiba, chutou forte para difícil defesa de Cevalos. A superioridade do Coritiba continuava e aos 11 minutos, Pepo aproveitou um rebote e chutou a bola no travessão. Acuado em seu próprio campo, o Olímpia apenas se defendia e aos 14 minutos, Cevalos salvou mais uma vez depois de praticar nova defesa em chute de Luiz Mário. Depois de tanto insistir, o Coritiba conseguiu seu primeiro gol. Jucemar recebeu uma bola na direita e cruzou para Capixaba marcar de cabeça e abrir o placar. O Olímpia ameaçou o gol de Fernando pela primeira vez aos 22 minutos, em uma cabeçada de Villalba, mas não assustou. O Coritiba mantinha seu ritmo forte e fazia a melhor partida da temporada. Aos 43, no entanto, a zaga não prestou atenção em uma cobrança rápida de falta, quando Camps cobrou para Villalba, que invadiu a área e tocou na saída de Fernando. Para o segundo tempo, o técnico do Olímpia, Luis Cubilla, colocou seu time mais à frente para marcar a saída de bola e por diversas vezes esteve perto da virada. O Coritiba não encontrava a facilidade que teve no primeiro tempo e começou a errar passes em demasia. O técnico Antônio Lopes ainda tentou sufocar o Olímpia, ao trocar Pepo, mais defensivo, por Éder, com caracteríticas ofensivas. A substituição expôs mais o time da casa, mas não havia outra opção. Apesar disso, o Coritiba não soube furar a barreira defensiva armada pelos paraguaios e teve que se conformar com o empate. A próxima partida do Coritiba acontece no dia 4 de março, contra o Rosário Central, na Argentina e deve marcar a estréia do atacante colombiano Aristizábal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.