Divulgação
Divulgação

Coritiba ganha, amplia jejum do Atlético-PR e se afasta do perigo

Em casa, Coxa faz 2 a 0 no rival e respira na classificação 

JULIO CESAR LIMA, Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2015 | 21h09

O Coritiba mostrou eficiência e o bom entrosamento de seu ataque foram determinantes para a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Paranaense, neste domingo, no estádio Couto Pereira, no encerramento da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time alviverde subiu para o 14ª lugar, com 33 pontos, e abriu dois de vantagem para a zona de rebaixamento. A equipe rubro-negra completou cinco jogos sem vitórias, está na nona colocação, com 38 pontos, a seis de distância do G-4.

O clássico começou com as duas equipes cautelosas, com ligeira vantagem para o Coritiba, que explorava as laterais do campo com maior eficiência e ameaçava o Atlético. Em um desses ataques, aos 12 minutos, Negueba fez boa jogada pela esquerda e tocou para Henrique Almeida, que de primeira chutou sem chances no canto direito de Weverton.

O gol deu mais tranquilidade ao Coritiba, que tentava se afastar mais da zona de rebaixamento. O time controlava a partida, mas a sorte poderia ter mudado se aos 18 minutos o árbitro Marcelo de Lima Henrique tivesse interpretado como pênalti um toque de mão de Negueba dentro da área em jogada de Marcos Guilherme.

Com o meio de campo sob controle, o Coritiba ditava o ritmo, mas em um contra-ataque aos 40 minutos, o atacante Walter poderia ter empatado o clássico. O jogador avançou livre de marcação e, na frente do goleiro Wilson, mandou a bola para fora. Em seguida, o atleta sentiu uma lesão e deixou o campo.

O castigo pelo gol perdido chegou quatro minutos depois, quando Lúcio Flávio lançou Negueba nas costas de Sidcley e o atleta, que chegou a ser afastado por indisciplina, chutou no ângulo direito sem chances para Weverton.

Na segunda etapa, Milton Mendes abriu mais sua equipe, mas as mudanças não surtiram efeito. Somente aos três minutos, em chute de Ewandro que bateu na trave, o time rubro-negro esteve perto do gol.

Aos 39 minutos, Marcos Guilherme arrancou em contra-ataque e foi parado com falta dura por Lúcio Flávio. O jogador do Coritiba foi expulso, mas o Atlético-PR não conseguiu aproveitar os instantes finais com um homem a mais para tentar diminuir o marcador.

No final da partida, Negueba disse que o time mereceu a vitória. "Teve um gostinho diferente por ser um clássico e eu fico muito feliz em marcar pelo Coritiba", comentou.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 2 X 0 ATLÉTICO-PR

CORITIBA - Wilson; Leandro Silva, Juninho, Wallison Maia e Carlinhos; Alan Santos (Juan), João Paulo, Lúcio Flávio e Negueba (Paulinho); Henrique Almeida e Kléber (Rafhael Lucas). Técnico: Ney Franco.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Eduardo (Cryzan), Vilchez, Kadu e Sidcley; Otávio, Deivid, Marcos Guilherme e Daniel Hernandéz; Nikão e Walter (Delatorre). Técnico: Milton Mendes.

GOLS - Henrique Almeida, aos 12, e Negueba, aos 44 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique.

CARTÃO AMARELO - João Paulo, Negueba, Rafhael Lucas e Henrique (Coritiba); Cryzan, Kadu, Otávio e Daniel Hernandez (Atlético-PR).

CARTÃO VERMELHO - Lúcio Flávio (Coritiba).

RENDA - R$ 724.950,00.

PÚBLICO - 30.867 pagantes.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.