Divulgação/Coritiba
Divulgação/Coritiba

Coritiba vence de virada, se aproxima do G-4 e afunda São Bento na Série B

Rafinha, aos 38 minutos do segundo tempo, fez o gol da vitória por 2 a 1, no Couto Pereira

Redação, Estadão Conteúdo

16 de julho de 2019 | 21h55

O Coritiba derrotou o São Bento de virada por 2 a 1 e voltou a se aproximar do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, em jogo realizado na noite desta terça-feira, no Estádio Couto Pereira, pela 10ª rodada. Doriva abriu o marcador, mas Zé Roberto, contra, e Rafinha deram o triunfo para o time paranaense. O ex-meia do Cruzeiro, inclusive, jogou boa parte do segundo tempo no sacrifício.

Com o resultado, o Coritiba terminou a noite na nona colocação, com 15 pontos, dois do Sport, quarto colocado. O São Bento, por outro lado, foi para o seu quinto jogo sem vitória e estacionou dentro da zona de rebaixamento. Tem oito pontos.

O jogo começou dando preocupação para o Coritiba. Logo na primeira saída do gol, Wilson sentiu e continuou no sacrifício até o intervalo, quando acabou substituído por Alex Muralha. O São Bento aproveitou o fato do goleiro não estar 100% para abrir o marcador. Aos 11 minutos, Doriva pegou a sobra na entrada da área e acertou um bonito chute para fazer 1 a 0.

O Coritiba respondeu de forma imediata. William Matheus avançou pela esquerda e tocou na saída do goleiro Henal. A bola saiu caprichosamente pela linha de fundo. O time da casa perdeu outra grande oportunidade na sequência. Rafinha achou Thiago Lopes dentro da área. O jogador tentou de letra e acabou mandando para fora.

Com a vantagem, o São Bento se fechou e limitou as ações do Coritiba, que encontrou dificuldade para ameaçar Henal, gerando protestos vindo das arquibancadas, principalmente durante a saída para o vestiário.

Atrás do placar, o Coritiba se jogou ao ataque, mas foi o São Bento quem criou as melhores oportunidades. Em chute de Zé Roberto, Muralha espalmou. Logo na sequência, o goleiro saiu de forma equivocada, em jogada de contra-ataque do time paulista, e viu a bola sobrar para Fabrício Oya. O meia tentou por cima, mas Sabino tirou em cima da linha.

Após o susto, o Coritiba pressionou e chegou ao gol aos 16 minutos. Rodrigão recebeu na pequena área e deu de peito A bola bateu em Henal e voltou em Zé Roberto, que não conseguiu impedir que ela parasse no fundo das redes, deixando tudo igual no Couto Pereira.

Enquanto o São Bento tentou segurar o empate, o Coritiba foi para cima e acabou recompensado. Rafinha, que sentiu uma lesão muscular antes da metade do segundo tempo, mas não pôde deixar o campo, pois Umberto Louzer já havia feito as três substituições, chutou chapado de fora da área para dar o triunfo ao time coxa-branca.

Na próxima rodada, o São Bento enfrenta o Operário-PR na terça-feira, às 19h15, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP). No mesmo dia e horário, o Coritiba pega o Vila Nova no Couto Pereira, em Curitiba (PR).

FICHA TÉCNICA:

CORITIBA 2 x 1 SÃO BENTO

CORITIBA - Wilson (Alex Muralha); Felipe Mattioni (Giovanni), Walisson Maia, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Luiz Henrique e Thiago Lopes (Igor Paixão); Robson, Rodrigão e Rafinha. Técnico: Umberto Louzer.

SÃO BENTO - Henal; Pablo, Wesley, Guilherme Mattis e Guilherme Romão; Doriva, Vinícius Kiss e Fabrício Oya (Paulo Vinícius); Cafu, Zé Roberto (Rafael Silva) e Minho (Paulinho Bóia). Técnico: Doriva.

GOLS - Doriva, aos 11 minutos do primeiro tempo. Zé Roberto, contra, aos 16, e Rafinha, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Giovanni, Walisson Maia, Rafinha e Thiago Lopes (Coritiba); Paulinho Bóia, Pablo, Wesley, Vinícius Kiss e Minho (São Bento).

ÁRBITRO - Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

RENDA - R$ 320.147,00.

PÚBLICO - 19.589 pagantes.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.