Coritiba vence o Treze-PB por 2 a 1

O Coritiba conseguiu uma vitória magra, por 2 a 1, contra o Treze (PB), nesta quinta-feira à tarde, no Estádio Pinheirão, em Curitiba, num jogo que terminou com um forte temporal. Mas o time paranaense ainda conta com a vantagem do empate na próxima partida. O time da Paraíba, que se mostrou satisfeito com o resultado - "dos males foi o menor", definiu o técnico Maurício Simão -, e conseguirá a classificação com uma vitória por 1 a 0.O Coritiba começou o jogo de forma irreconhecível. Lento e sem jogadores de armação não conseguia furar a defesa do Treze. Mesmo assim era quem demonstrava maior interesse por vencer a partida. E poderia ter conseguido cedo o gol que lhe daria tranqüilidade. Aos 10 minutos Capixaba tentou se redimir de um pênalti perdido na decisão do campeonato paranaense, mas novamente não foi feliz. O goleiro Érico esticou-se e conseguiu defender.A partir daí, o Coritiba passou a errar muitos passes, mas resistia a algumas estocadas do Treze. Até que aos 36 minutos, numa escapada, Nunes conseguiu abrir o placar para o time da casa. Quando parecia que as coisas iriam entrar no eixo, Rubens Júnior falhou aos 43 minutos e permitiu o empate, por meio de Adelino. Não deu tempo para comemorar, pois dois minutos depois Marciano, na individualidade, colocou o Coritiba novamente à frente.O segundo tempo foi muito melhor que o primeiro. O meio-de-campo do Coritiba acertou-se e começou a servir os atacantes. Mas o goleiro Érico constituiu-se no melhor jogador em campo. Mesmo sentindo que poderia vencer, o técnico do Coritiba, Antônio Lopes, demorou para colocar o terceiro atacante. Quando Negreiros entrou já era tarde.Confira como fica a tabela da Copa do Brasil 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.