Coritiba vira em cima do Atlético-MG em casa

O Coritiba mostrou atitude para vencer o Atlético-MG por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira, no Couto Pereira. Perdendo no intervalo, o time paranaense foi para cima no segundo tempo e conquistou a vitória que o mantém na briga por uma vaga à Libertadores, com 49 pontos, perto do G-4. Com a derrota, o time mineiro segue em 13.º, com 38 pontos, atualmente garantindo a classificação para a Copa Sul-Americana.Na próxima rodada, o Coritiba encara o Ipatinga em Minas Gerais, no sábado. No domingo, o Atlético recebe o Botafogo no Mineirão.O jogo em Curitiba começou morno. Muito devido ao gramado encharcado, conseqüência da forte chuva que caiu na capital paranaense antes da partida. Se quando o árbitro soprou o apito inicial apenas garoava no Couto Pereira, o campo molhado dificultou as primeiras ações das equipes, que preferiam atacar com cautela.O Coritiba tentava ficar mais com a posse de bola, e o Atlético preferia sair apenas nos contragolpes. Como o gramado impedia que as equipes atacassem com velocidade, aos poucos o jogo foi se tornando apático. Pouco inspirado, o time anfitrião então começou a arriscar de longe.Aos oito minutos, Carlinhos Paraíba chutou de fora da área e levou perigo ao goleiro Juninho. O arqueiro do Atlético tentou encaixar o arremate e quase deixou a bola escapar, mas fez a defesa em dois tempos. Ainda aos 12, o volante Serginho pediu para ser substituído e o técnico Marcelo Oliveira colocou Nen em seu lugar.Buscando controlar mais as ações no jogo, o time atleticano também adotou a estratégia de explorar o campo molhado, chutando de longe. Castillo arriscou de fora aos 25, e o arremate passou perto. Mesmo mais recuado, o Atlético criou a chance mais clara de gol até então, quando Renan Oliveira cobrou falta da esquerda e o zagueiro Felipe subiu livre para cabecear para fora, mesmo com o goleiro já batido na jogada. O gol do Atlético acabou saindo aos 40 da etapa inicial. Em jogada individual, Renan Oliveira se livrou da marcação e avançou, batendo de fora da área. O chute de bico foi forte e no ângulo esquerdo do goleiro Vanderlei, que não alcançou. Após abrir o placar, o time mineiro se animou e ainda pressionou no final do primeiro tempo.Na volta do intervalo, o técnico Dorival Júnior decidiu tentar o tudo ou nada. O treinador abandonou o 3-5-2 e colocou a equipe no 4-3-3. O atacante Ariel entrou no lugar do meia João Henrique e o zagueiro Tiago Bernardi saiu para a entrada do volante Bilú. Com as modificações, o Coritiba ficou mais ofensivo e sufocou o Atlético logo no início do segundo tempo.A pressão deu resultado aos nove minutos. Como os chutes de fora da área continuavam sendo a melhor alternativa, Ricardinho arrematou de muito longe e colocou efeito na bola, que fugiu do goleiro Juninho e entrou no ângulo esquerdo do gol. O empate por 1 a 1 manteve o Coritiba no ataque, e Keirrison também arriscou de fora dois minutos depois, mas para fora.O ânimo pelo gol não durou muito e logo o Coritiba voltou a tocar a bola com calma. O Atlético continuava ameaçando pouco, e foi castigado pela falta de atitude aos 28 minutos. Em falta cobrada de longe, Marlos jogou a bola muito próxima do gol e surpreendeu Juninho, que teve de voltar para fazer a defesa. Desequilibrado, o goleiro apenas deu um soco fraco, e no rebote o zagueiro Maurício só escorou para decretar a virada do Coritiba.Procurando administrar a vitória, o time anfitrião deu espaços para o empate do Atlético nos minutos finais. Aos 39, Petkovic, que havia entrado há pouco, driblou dois e bateu no canto, obrigando Vanderlei a fazer uma defesa desajeitada. No rebote, Felipe tentou o gol, mas acertou a trave. Aos 42, novamente o goleiro do Coritiba fez grande defesa no chute de Hugo, espalmando para escanteio.Ficha Técnica:Coritiba 2 x 1 Atlético-MGCoritiba - Vanderlei; Maurício, Felipe e Tiago Bernardi (Bilú); Marcos Tamandaré, Alê, Carlinhos Paraíba, João Henrique (Ariel) e Ricardinho; Marlos e Keirrison (Hugo). Técnico: Dorival Júnior.Atlético-MG - Juninho; Sheslon, Leandro Almeida, Welton Felipe e Raphael Aguiar; Serginho (Nen), Elton, Márcio Araújo e Renan Oliveira; Castillo (Petkovic) e Pedro Paulo (Beto). Técnico: Marcelo Oliveira.Gols - Renan Oliveira, aos 40 minutos do primeiro tempo; Ricardinho, aos 9, e Maurício, aos 28 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos - Bilu e Ariel (Coritiba); Sheslon, Elton, Juninho e Felipe (Atlético-MG).Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira (SP).Renda - R$ 88.215.Público - 7.522 pagantes (9.688 no total).Local - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.