Coritiba volta atrás e confirma Pachequinho como técnico até o fim do ano

Mesmo com a derrota por 2 a 1 para o líder Corinthians, no último domingo, no Itaquerão, a atuação de Pachequinho como técnico parece ter agradado a diretoria do Coritiba. Nomeado inicialmente como solução temporária pelos cartolas do clube paranaense, o ex-jogador foi confirmado nesta segunda-feira como treinador da equipe até o fim do ano.

Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2015 | 13h53

Pachequinho foi anunciado como técnico interino do Coritiba na semana passada, após a demissão de Ney Franco. Na ocasião, o diretor de futebol Valdir Barbosa chegou a dizer: "A ideia é que no começo da próxima semana já tenhamos um novo nome para comandar o clube nos últimos quatro jogos".

Mas o nome de Pachequinho, ídolo coritibano por suas atuações ainda como jogador, ganhou força entre os torcedores após a boa atuação da equipe na derrota para o líder Corinthians, que só aconteceu com um gol nos últimos minutos. Nas redes sociais, os fãs do treinador pediam a efetivação, que acabou acontecendo.

Pachequinho se tornou ídolo por sua passagem como jogador do Coritiba, entre 1990 e 1996, e vinha trabalhando como observador técnico do clube. Antes de sua efetivação, os rumores davam conta de que a diretoria estava atrás de nomes mais experientes, como Ricardo Drubscky e Vinícius Eutrópio.

Mas o trabalho de Pachequinho não será nada fácil. O treinador terá apenas quatro partidas para tirar o Coritiba do rebaixamento, sendo que a primeira será um confronto direto diante do Goiás, no Serra Dourada, dia 18. O time paranaense ocupa a 18.ª colocação na tabela, com 34 pontos, um atrás do Avaí, primeira equipe fora da zona da degola.

Mais conteúdo sobre:
futebolCoritibaPachequinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.